sexta-feira, outubro 9

Prémio Nobel da Literatura


Herta Müller, 56 anos, alemã de origem romena, é Nobel da Literatura. “O Homem é um Grande Faisão Sobre a Terra”, edição da Cotovia, e “A Terra das Ameixas Verdes”, da Difel, são as obras da autora editadas no nosso país. Mais uma ilustre desconhecida a ganhar o Nobel.

Nunca ouvira falar nela e as suas obras editadas em português nos anos 90, não foram reeditadas. Vão sê-lo agora. Aliás é para isso que o Nobel também serve, para vender livros que de outro modo não se venderiam. Um grupo de intelectuais reúne para escolher um livro para outros intelectuais lerem e que o grande público compra para ter na sua biblioteca, mas que não lê. Compra por curiosidade, por ser um Nobel e portanto é “de bom tom” tê-lo para os amigos verem quando vão lá a casa.

A laureada escreve sobre as dificuldades em viver na Roménia sob o comunismo e, por isso Ceaucesco impediu-a de publicar. São as “amplas liberdades”…
Como a sua obra é quase totalmente dedicada à denúncia das atrocidades do comunismo, o nosso “complexo de esquerda” não lhe vai proporcionar grande sucesso em Portugal.
Já estou a ver o Louçã e o Jerónimo virem para aí berrar, talvez mais este, que o Saramago é que é bom.

2 Comentários:

Às 09 outubro, 2009 20:36 , Blogger Meg disse...

Peter,

Não tiveram tempo, meu caro...
Aí os tens "à perna" do Nobel do Obama!
Quem é que vai falar agora de literatura?

Um abraço

 
Às 09 outubro, 2009 21:39 , Blogger Peter disse...

Meg

Quem é que agora "os" vai aturar?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial