segunda-feira, outubro 12

Eleições autárquicas 2009

“Em Portugal, as autarquias locais têm, desde 1976, dignidade constitucional. Segundo a lei fundamental, a organização democrática do Estado compreende a existência de autarquias locais, sendo estas pessoas colectivas de população e território dotadas de órgãos representativos que visam a prossecução dos interesses próprios, comuns e específicos das respectivas populações.
No continente, as autarquias locais são as freguesias, os municípios e as regiões administrativas, estas últimas ainda por instituir. Actualmente, existem, em Portugal, 308 municípios, dos quais 278 no continente e 30 nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira. O País comporta ainda 4 251 freguesias, das quais, 4 047 no território continental e 204 nos territórios insulares.”

Os resultados das eleições de ontem já todos os conhecem e são fundamentalmente mérito dos autarcas e não dos Partidos, embora estes venham reclamar a sua “paternidade”.

Como lisboeta, fiquei satisfeito com a vitória de António Costa, embora haja dois assuntos com que não concordo:
- A remodulação, remodulação e remodulação do Terreiro do Paço, que nunca mais acaba e cada vez fica pior do que estava.
- O encerramento do Aeroporto de Lisboa.

No duelo PSD/PS, o primeiro ganha no número de Câmaras, embora com o auxílio do PP, mas perde 20 para o PS.

O PCP perde 4 Câmaras e uma delas (Beja) um bastião tradicional e o resto são cantigas. É como o Sporting, domina o jogo, mas não marca golos, e quem não marca, ou empata, ou perde.

Dos cidadãos que concorreram como independentes, fiquei satisfeito com a derrota de Fátima Felgueiras, mas já não fiquei com a vitória de Valentim Loureiro, quanto ao Isaltino, se eu morasse em Oeiras, também votava nele, os autarcas que vivem lá é que sabem e a prová-lo, há 7 Câmaras ganhas por independentes, mas disso ninguém fala.

Relativamente às Legislativas, Paulo Portas e Francisco Louçã moderaram os seus discursos triunfalistas, este último então, se houvesse um buraco, metia-se pelo chão abaixo: perder o seu único deputado na CML. Mas também a figura de Luís Fazenda não era de molde a suscitar simpatias, ainda se fosse a Ana Drago…

10 Comentários:

Às 12 outubro, 2009 15:07 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Olha, olha o amigo PETER a revelar que tem olho para a coisa ... com que então, queria a Ana Drago!

 
Às 12 outubro, 2009 16:06 , Blogger Peter disse...

De certeza que se fosse ela a indigitada, em vez do Luís Fazenda, o BE teria mantido o lugar de vereador na CML.
Já agora, acrescenta lá àqueles cuja derrota me deu gozo, o J. Ferreira Torres.

 
Às 12 outubro, 2009 16:52 , Blogger Meg disse...

Peter,

Reparaste que o Louçã perdeu até os rrrrrrrrrrrrrrs? ue discurso!

E estou contigo sobre a Ana Drago, aliás, o BE só ganharia se o Louçã saisse de cena... ele e o Luis Fazenda, já agora.

Um abraço

 
Às 12 outubro, 2009 19:07 , Blogger JOY disse...

Amigo Peter

També prefiro a Ana Drago ao Louçã ou ao Luis Fazenda.

Abraç

 
Às 12 outubro, 2009 19:28 , Blogger Peter disse...

Meg e Joy

Gosto da Ana Drago porque é jovem, simpática e inteligente. Não gosto do Louçã, nem do Luis fazenda, ou já não posso ter preferências?

Pelos vistos, por defender o Obama, já devo estar catalogado como um perigoso membro da conspiração americano/sionista.

O melhor é afastarem-se de mim, senão vão também para a lista negra.

 
Às 12 outubro, 2009 19:37 , Blogger vbm disse...

Gosto mais da Joana Amaral Dias!

 
Às 12 outubro, 2009 19:40 , Blogger Peter disse...

vbm

Quem é essa?

 
Às 12 outubro, 2009 20:24 , Blogger Meg disse...

Ahahahahah!!!
Boa piada!

 
Às 12 outubro, 2009 22:08 , Blogger vbm disse...

Joana Amaral Dias

 
Às 12 outubro, 2009 23:09 , Blogger Peter disse...

vbm

É gira. É do BE? Se é, era melhor que o Luis Fazenda. Até ia votar no BE rsrsrs

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial