terça-feira, outubro 14

Coitados dos bancos

Finalmente a crise está para terminar. Por todo o nosso mundo (e arredores?) os governos, as políticas e os economistas, saúdam a injeccção de verbas que sutentem as falências dessas instituições beneméritas que são os bancos.
Finalmente é feita justiça.
Podemos voltar a sorrir. A miséria está afastada definitivamente, porque as nossas poupanças...(?)... estão salvas e o investimento é de novo possível.


Parece ironia?

Ná...

A verdade é que, quantos de nós teríamos a nossa casita, o nosso carrito, as nossas viagenzitas, se não fossem os empréstimos bancários?

E depois, que culpa têm esses benfeitores que as pessoas abusem da sorte e comprem mais do que podem sustentar?
No limite, é, basicamente, como decidir ter filhos. Se não os podes sustentar não os tenhas.

A verdade é que, um destes dias, dizem os mais cépticos, vamos ser surpreendidos com um daqueles conflitos que arrasam meio mundo e que permitem que tudo se renove.

É esperar.

É que essas vozes, descontentes por certo, a tentar convencer-nos que a crise está para durar.

Ele há gente... incrédulos, é o que é.
(Foto: Bart)

6 Comentários:

Às 14 outubro, 2008 15:37 , Blogger Peter disse...

Ant

O problema é que se os bancos vâo à falência adeus Economia. As PME creio que são cerca de 1800 em Portugal, são a base da nossa Economia e elas não funcionam sem os empréstimos bancários. As nossas necessidades e divertimentos obtidos através do crédito bancário são mínimas. Culpa antes todas essas organizações de crédito fácil que pululam como cogumelos.

P.S. - Sou um "pé-rapado"...

 
Às 14 outubro, 2008 17:08 , Blogger Ant disse...

LOL, és tu e eu...

estava à espera que alguém dissesse isso....

Abraço

 
Às 14 outubro, 2008 17:48 , Blogger Peter disse...

Não dizem...

 
Às 14 outubro, 2008 18:16 , Blogger Nilson Barcelli disse...

Pois...
Eu não sei bem se a crise está a passar ou se foi apenas adiada.
Porque o sistema financeiro internacional parece-me uma D. Branca monstruosa...
Abraço.

 
Às 20 outubro, 2008 09:52 , Anonymous Anónimo disse...

Errado. A crise não está debeleda; é apenas o início do fim da era tenebrosa do capitalismo.
Abraços "Peter"

 
Às 20 outubro, 2008 09:53 , Anonymous Anónimo disse...

debelada*

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial