sexta-feira, outubro 24

Brincadeira com Magalhães abre processo contra os Gato Fedorento

«Louvado sejas, ó Magalhães» motivou uma série de queixas na Entidade Reguladora. Alguns católicos não acharam graça à brincadeira da reprodução da homilia onde se bajulava o computador para crianças.

As queixas na ERC, Entidade Reguladora para a Comunicação, contra a sátira dos «Gato Fedorento» ao computador Magalhães chegaram ontem às 50.«Nunca um programa, no caso, um sketche, recebeu um tão elevado número de cartas a contestá-lo», disse fonte da Entidade Reguladora ao Jornal de Notícias.

As queixas em relação à sátira feita ao computador Magalhães são todas no mesmo sentido: ofensa à Igreja Católica, mais concretamente, ao seus símbolos sagrados.
O sketche 'Louvado sejas, ó Magalhães' imita os rituais da missa, incluindo a entrega da hóstia pelo personagem de Ricardo Araújo Pereira, que na sátira substituí a expressão «Corpo de Deus» por «disco de Instalação».
É neste cenário que se ouve, ainda, um discurso que elogia o computador. Numa das falas, é dito: «Bendito seja Sócrates que nos reuniu em nome do Magalhães».

Estive a ver o vídeo e senti-me chocado e incomodado. Há limites para tudo e temos que preservar os direitos e as convicções religiosas dos outros.
Quer queiramos, quer não, são os valores da civilizaçâo judaico/cristã, na qual nos inserimos, que têm permitido enfrentar o fundamentalismo islâmico.
Pese embora os seus defensores e amigos, nos quais não me incluo, o fundamentalismo islâmico pretende a nossa morte, a minha e a tua.
Há valores que devem ser intocáveis, como imperecíveis, tal como aconteceu quando a religião católico/romana enveredou para o fundamentalismo com a Inquisição. Para além das injustiças e dos horrendos crimes que cometeu, em nome de um Deus misericordioso, a Inquisição foi a causadora de perdas irreparáveis, no domínio material, para Portugal, levando à emigração, nomeadamente para a Holanda, de incontáveis riquezas e dos nossos melhores cérebros, em particular, médicos e cartógrafos.

16 Comentários:

Às 24 outubro, 2008 15:04 , Blogger Ant disse...

Confesso que estas coisas incomodam-me mais pelo mau gosto e facilitismo que pela susceptibilidade.
E de facto não achei muita piada, tal como não acho muita piada aos outros rapazes da RTP1.
Enfim. Toda a gente tem os seus momentos.

 
Às 24 outubro, 2008 15:36 , Blogger Peter disse...

ant

Confesso que não gosto dos "Gatos fedorentos", talvez por ser um kota, não gosto. Também não sou nenhum jesuíta, já devo ter lugar marcado no Inferno.

Mas não acho apropriado ridicularizar uma instituição, neste caso a Igreja Católica.
Se fosse com a IURD ou a CVP, por exmplo, diria o mesmo, pois considero-me uma "mente aberta", mas, se calhar, não demasiado aberta.

Abraço e bom fds.

 
Às 24 outubro, 2008 16:16 , Blogger Blondewithaphd disse...

Sim, ele há coisas de muito mau gosto. Podem gozar com o Magalhães sem cair na brejeirice insultuosa.

 
Às 24 outubro, 2008 16:18 , Blogger Peter disse...

ant

Ainda cá voltei. Como vês, tanto neste texto, como no texto abaixo, estou a "dar a cara". Assim o fez Mário Crespo. Sem me querer comparar a ele, longe de mim tal idéia, assim todos os nossos concidadãos, ou pelo menos habitantes de Lisboa, o fizessem.

 
Às 24 outubro, 2008 16:22 , Blogger Peter disse...

blondewithaphd

Admirava-me que não o fizesses: "dar a cara" contra esta "brejeirice insultuosa" como lhe chamas.
Não se trata de ser crente, ou não ser crente, trata-se de ter respeito pelos "outros".

 
Às 24 outubro, 2008 16:23 , Blogger Peter disse...

ant

HELP!

Roubaram-te o Miró!

 
Às 24 outubro, 2008 18:14 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Não vi o programa e portanto não posso emitir opinião.
Mas de uma coisa eu me apercebo: de tanto querer ser moderno e anti-tradicionalista, o mundo ocidental está a cavar a sua própria sepultura.
É que os muçulmanos não caem nesse erro...e já uma vez ocuparam parte da Europa, lembram-se?

Um abraço

 
Às 24 outubro, 2008 19:02 , Blogger Peter disse...

antónio

Falando sério: creio firmemente e já vi isso escrito algures, que de aqui a duas gerações teremos uma Europa fundamentalista islâmica.
O que vale é que já cá não estou, nem os meus netos.

P.S. - Gostaria de comprar o teu livro com dedicatória do autor. :)

 
Às 24 outubro, 2008 19:02 , Blogger vbm disse...

Bem, também não gostei, não propriamente pela crítica à religião - que até talvez mereça opróbio maior -, mas pelo mau gosto da sátira, e porque de certo ofendeu os crentes de um modo gratuíto, indelicado, injusto. Este meu sentimento é tanto mais genuíno quanto se a charla fosse contra a IURD, o "Reino de Deus" ou Maomé eu não teria sentido o potencial de ofensa que senti! Porquê? Por serem seitas, religiões em que não tenho amigos, familiares, pessoas conhecidas e próximas que sigam tais crenças; logo, uma sátira de que estaríamos humanamente mais alheados, o que é compreensível. Eu pessoalmente, achei-a de mau gosto, de uma irreverência gratuíta e tive pena porque os fedorentos têm alguma graça - não muita, por aí além, mas alguma! :)

 
Às 24 outubro, 2008 19:52 , Blogger Peter disse...

vbm

Concordo contigo: "de mau gosto, de uma irreverência gratuíta".
Não aprecio muito os "Gatos", acho que são repetitivos nos tiques.
Gosto mais dos bonecos da "Mandala".

 
Às 24 outubro, 2008 20:47 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Vi e, sinceramente, não achei que fosse um momento particularmente
brilhante.
De humor e na escolha do tema e da relação efectuada.

Penso que uma queixa na ERC nem é o mais relevante, porque fiquei mais preocupado quando hoje soube, por exemplo, que na BBC tudo o que possa ofender a susceptibilidade islâmica está banido.

Este tipo de auto-censura é que é do mais perigoso que existe, pois representa apenas uma pequena parte do espelho daquilo que somos.
Concordo quando diz que o perigo do fundamentalismo islâmico é real, embora o dos evangélhicos que proliferam nos EUA não seja igualmente flor que se cheire!

Mais que os GATOS, as pessoas deviam preocupar-se com aquilo que aqui denunciou.

 
Às 24 outubro, 2008 22:28 , Blogger Peter disse...

"fiquei mais preocupado quando hoje soube, por exemplo, que na BBC tudo o que possa ofender a susceptibilidade islâmica está banido"

Também eu, ao tomar conhecimento por si.

A sua reflexão sobre a religião nos EUA faz-me recordar um trabalho que fiz na FLL sobre esse tema. Será esse um factor de peso, de muito peso, contra Obama.

 
Às 24 outubro, 2008 22:34 , Blogger Tiago R Cardoso disse...

não me chocou particularmente, não foi o melhor momento deles, diga-se que adormeci durante o programa.

 
Às 24 outubro, 2008 22:46 , Blogger Peter disse...

Tiago

Os crentes estão no seu pleno direito de protestarem quando atacam os seus valores mais sagrados.
A religião é um assunto do foro íntimo das pessoas. Muito possivelmente o protesto é, até certo ponto, uma censura. Concordo com isso. Mas se continuamos a pôr em causa os valores fundamentais em que se baseia a nossa civilização judaico/cristã, temos os fundamentalistas islâmicos dentro de casa. Aliás eles já cá estão...

Abraço e bom fds

 
Às 25 outubro, 2008 22:37 , Blogger Meg disse...

Peter,
Não vi o programa mas pelo que li sobre o assunto não deve ter tido mesmo piada nenhuma.
Gatos e Contemporâneos estão a bater no fundo ou será crise no humor também?
Bom domingo

Um abraço

 
Às 26 outubro, 2008 00:49 , Blogger Peter disse...

meg

Julgo que não. Hoje, entre as 21 e as 22h vi um programa na TVI que tinha graça, direi mesmo que nunca vira nada no género. Muito "non sense" e algum disparate.

Bom Domingo.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial