sexta-feira, outubro 12

Al Gore Prémio Nobel da Paz 2007


Foto - http://seaton-newslinks.blogspot.com/2007/01/al-gore-we-have-left-undone-those.html

«Escrever este livro faz parte de uma viagem pessoal que começou há mais de vinte e cinco anos, uma viagem em busca da verdadeira compreensão da crise ecológica global e de como a podemos resolver. Conduziu-me aos locais onde ocorreram algumas das piores catástrofes ecológicas do planeta e permitiu-me conhecer alguns dos extraordinários homens e mulheres que, em todo o mundo, dedicam as suas vidas à crescente luta para salvar o ambiente da Terra. Mas também me levou a iniciar um tipo mais profundo de reflexão, que é, em última análise, uma investigação sobre a verdadeira natureza da nossa civilização e a sua relação com o ambiente global.»

(Al Gore - Introdução ao livro "A Terra à procura de equilíbrio - Ecologia e Espírito Humano" - 1ª ed, Lisboa, 1993 - Reservados os direitos para Portugal à Editorial Presença)

A publicação deste extracto obedeceu tão só a uma homenagem ao homem e à sua obra, sem quaisquer intuitos lucrativos.

14 Comentários:

Às 12 outubro, 2007 20:07 , Blogger Lumife disse...

Merece o prémio tal como a Agência qom quem o partilha.

Esperemos que, caso se concretizem as notícias de que será provável candidato à Casa Branca, não se esqueça da investigação em que participou.

Abraço

 
Às 12 outubro, 2007 23:53 , Blogger Meg disse...

Peter,

E renovam-se as esperanças.
Um esforço e um compromisso assumido para o bem do planeta.
A partir de agora já não pode voltar atrás. Esperemos.

Um bom fim de semana
Um abraço

 
Às 13 outubro, 2007 11:33 , Blogger bluegift disse...

Engraçado, eu não confio nas "boas intenções" deste fulano, nem um bocadinho... Eu acho que ele decidiu chamar a atenção sobre si utilizando um dos principais calcanhares de Aquiles dos EUA e nada mais. E conseguiu! mesmo com extrapolações abusivas. Esperemos, apesar de tudo, que os resultados sejam positivos.

 
Às 13 outubro, 2007 11:35 , Blogger H. Sousa disse...

Por razões globais, desconfio de tudo que seja global: globalização, aquecimento global, rede Globo, etc.. Ainda ontem vi um cartaz publicitário na escola que dizia: «Salve o clima». O clima deve estar muito preocupado à espera de ser salvo pelo Homem. Há, sem dúvida, «tios» apostados na destruição do nosso habitat, mas esta forma de combate que recorre à mentira global não me convence porque a longo prazo faz o jogo dos «tios» e mudam-se apenas as moscas...
Abraços

 
Às 13 outubro, 2007 13:29 , Blogger blackangel disse...

muito bem atribuido...
bom fim de semana, Peter e Ant

 
Às 13 outubro, 2007 15:53 , Blogger Peter disse...

"bluegift"

Ora aí tens!
Porque não abres um espaço para discussão à semelhança do que fizeste quando se discutiu o aborto?
Na minha opinião e pese o que o "h.sousa" pensa, é um problema muito mais "global" e muito há a dizer sobre ele.

 
Às 13 outubro, 2007 16:00 , Blogger Peter disse...

Olá "blackangel", obrigado!
Está um belo dia de praia, é de aproveitar. Se calhar os nossos netos nem poderão usufrui-las, ou então deitam-se das janelas directamente para o mar.

 
Às 13 outubro, 2007 16:25 , Blogger bluegift disse...

Peter,
Na globalização dos problemas, neste caso ecológicos, temos que estar muito atentos pois o aproveitamento destas situações pelos "tios", como diz o Henrique, é real.
Para discussão gostaria de dar prioridade ao novo Tratado para a Constituição Europeia, mas não existe ainda nenhum texto definitivo. Pelo andar da carruagem só mesmo lá para Janeiro.
Sugiro-vos outro tema tão dramático como polémico e ainda pouco abordado: O Pacto entre Gerações.

 
Às 13 outubro, 2007 19:19 , Blogger Peter disse...

"bluegift"

Não sei porquê a minha resposta não saiu. Vou tentar repeti-la:
há "tios" e "sobrinhos", talvez estes façam mais poluição, por isso os "tios" pretendem que esta baixe, porque tal implicaria menor desenvolvimento dos "sobrinhos".
Sei que o Henrique contesta a importância de um possível arrefecimento da Corrente do Golfo, mas eu não tenho bases para o rebater.
A discussão sobre o Novo Tratado da Constituição Europeia deveria merecer a abertura de um espaço, tal como fizeste com o aborto. Tal permitiria que quando o texto fosse publicado, nós estivéssemos mais esclarecidos para o debater.
Ou então abre um espaço para o "Pacto entre Gerações", sobre o qual não sei nada, apenas que sou um "cota"…

 
Às 13 outubro, 2007 21:38 , Blogger Peter disse...

"lumife"

Claro que não podemos esquecer (e acaba por ser esquecido ...) o IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) da ONU, presidido pelo indiano Rajendra Pachauri e que através do seu trabalho de estudo e compilação de milhares de pesquizas de cientistas internacionais, compartilhou com Al Gore o referido prémio.

 
Às 14 outubro, 2007 23:35 , Blogger António disse...

Olá!
Prémios Nobel da Paz atribuídos a políticos deixam-me sempre com uma pulga atrás da orelha.

Abraço

 
Às 17 outubro, 2007 03:36 , Blogger Ashera disse...

Pois é ,, quem é este Al gore?
Porque se pensa que ele seja o "DEus" da revolução global, e tudo vai atrás do que ele diz?
Quanto dinheiro tem para movimentar a "carneirada" desta forma?
Mentira, é tudo uma grande mentira!
Tenho dito!
Este assunto até me aborrece de forma aterradora.
Beijos Peter

 
Às 19 outubro, 2007 21:39 , Blogger Peter disse...

"ashera"

Quando se faz uma afirmaçãO:
"Mentira, é tudo uma grande mentira"
tem de se fundamentá-la.
Quanto às perguntas, se são perguntas, deves andar fora deste mundo.

 
Às 20 outubro, 2007 12:34 , Blogger Peter disse...

"ashera"

Pelos vistos eu é que ando fora deste mundo e não me importo de "dar a mão à palmatória", pois estou sempre a aprender:

- Al Gore foi contemplado com o prémio Nobel da Paz um dia depois do Supremo Tribunal de Londres, em consequência de queixas apresentadas contra a pretensão de forçar as escolas inglesas a exibirem o seu documentáro, reconhecer a falta de fundamento científico em 11 das suas considerações ali expressas.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial