quarta-feira, outubro 29

Sociedade injusta

Recebi um e-mail considerado “o melhor do ano”, com fotografias chocantes. A Ashera fez com elas um vídeo que está a difundir e eu resolvi publicar esta, pode ser que abra alguns corações. Começa o tempo em que chovem na caixa do correio, cartas das mais diversas organizações, pedindo a nossa contribuição.
O cidadão substitui-se ao Estado, é a “caridadezinha”… em que os que podem acabam por dar o seu óbulo e de certa forma pensam aliviar a sua consciência. Por vezes são de ONGs como é o caso da UNICEF para a qual normalmente dou. Normalmente, mas agora dei comigo a interrogar-me sobre se aquilo que dou para essas ONGs não teria melhor destino no mitigar da fome aos nossos concidadãos.
É por isso que eu este ano vou reservar as minhas dádivas, curtas pois os tempos vão maus e a crise a todos atinge, ao "Banco alimentar contra a fome" e se ele há por aí tanta "pobreza envergonhada" ...
"Caridadezinha"? Sim, talvez.

Se a sua sociedade é injusta com você, que tal a dela?

10 Comentários:

Às 29 outubro, 2008 01:44 , Blogger Camila disse...

Decidi não comentar, não reclamar, não dizer nada. Decidi não sujar este meu espaço com os absurdos que andam por aí a alimentar as mentiras de alguns.
Mas o sorriso desta senhora merece.
Merece um beijo na alma de quem não se cansa de apontar o que está mal.

um beijo meu em alma tua
Boa noite..Bom dia ??

Camila Silva

 
Às 29 outubro, 2008 09:27 , Blogger Peter disse...

camila

Basta olhar para a fotografia e aqui, comodamente sentados frente ao PC,imaginarmo-nos no lugar da pobre criatura.

 
Às 29 outubro, 2008 09:48 , Blogger lusitano disse...

Caro Peter

Concordo obviamente com o texto e concordo que essa coisa das ONG's por vezes parece-me coisa mal aproveitada, algumas claro.
Infelizmente há no nosso país algumas organizações que têm feito um bom trabalho junto daqueles que mais precisam, como, por exemplo, a Comunidade Vida e Paz, junto dos sem abrigo.
Julgo que há muitas vezes uma orientação deficiente das ofertas dos cidadãos como ajuda aos outros e que muitas vezes chega a haver uma quase "rivalidade" entre organizações caritativas.
Deveria haver talvez um organismo de cúpula onde se sentassem os responsáveis por essas oraganizações e onde se pudessem programar melhor e mais acertadamente as acções a desenvolver.
Claro que neste organismo não deveria haver qualquer influência do estado, porque senão lá teriamos mais uns lugares para distribuir!!!
Abraço

 
Às 29 outubro, 2008 09:49 , Blogger lusitano disse...

Quando digo "infelizmente há no nosso país..." quero dizer que é infelizmente porque não deveriam ser precisas...
Mas felizmente que as há, dado o estado da sociedade...

 
Às 29 outubro, 2008 11:08 , Blogger Peter disse...

lusitano

Sim, infelizmente o Estado não tem possibilidades de acorrer às necessidades e daí que sobre uma cota parte para os particulares.
É um facto que parece, como dizes, haver uma certa "rivaldade" entre as organizações caritativas. Mas é difícil coordená-las. Entregar essa coordenação à Santa Casa, elas não aceitariam e também seria criar mais uma série de "tachos" para o Partido no governo. Talvez essa coordenação não ficasse mal se entregue à Igreja Católica.

Abraço,
Peter

 
Às 29 outubro, 2008 11:52 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Apesar de eu ser crítico quanto ao aproveitamento dos recursos que muitas das vezes se faz nas ONG e nas nossas IPSS's, também não posso escamotear que muitas vezes se não fossem elas, não sei quem iria acorrer a certos casos.

Apesar da magreza orçamental, nunca recuso um saco daqeles que o banco alimentar nos costuma entregar para lá se depositar qualquer coisa.

Eu aí sou seguidor das máximas cristãs e de qualquer religião que manda fazer o Bem.

 
Às 29 outubro, 2008 12:17 , Blogger Peter disse...

ferreira-pinto

"Eu aí sou seguidor das máximas cristãs e de qualquer religião que manda fazer o Bem."

Daí eu não ser um seguidor fiel de Bento XVI demasiado preocupado com a ortodoxia religiosa.

Não é o caso da IURD onde os "crentes" ("dizimistas") são explorados até ao tutano. Pessoa amiga enviou-me um e-mail com um certificado intitulado "Diploma do dizimista" assinado pelo Dr Jesus Cristo!!!!!!!!!!

 
Às 29 outubro, 2008 17:32 , Blogger croqui disse...

pobreza envergonhada, é precisamente isso!

 
Às 29 outubro, 2008 17:56 , Blogger Peter disse...

croqui

Permite-me dicordar.

"Pobreza envergonhada" poderá ser uma viúva da classe média baixa, ou um casal desempregado e com filhos a estudarem, que se vêem obrigados a pedir auxílio, recatadamente porque nunca o tinham feito, às instituições de caridade.

Já tenho encontrado na rua senhoras de idade, vestidas decentemente, que com timidez mal estendem a mão pedindo esmola.

Para mim é comovedor, muito mais que um mendigo, que até pode ser um "profissional da mendicidade", que os há.

 
Às 30 outubro, 2008 18:24 , Blogger Meg disse...

Peter,

Só de olhar para a fotografia sinto a maldade dos tempos que correm. Que século é este? Como é que estas situações ainda são encaradas com um largo sorriso no rosto? Ou será um esgar? Inacreditável o que se passa com estes "velhos ultrajados na sua dignidade".
E por aqui me fico sem mais palavras.

Um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial