sexta-feira, abril 25

25 DE ABRIL DE 1974


Deixo aos eventuais visitantes deste espaço a tarefa de o comentarem.

Como não há censura prévia, podem fazê-lo da forma como entenderem, mesmo anonimamente.

Se se desinteressarem do evento em si, que gozem bem o feriado com um belo dia de praia, ou de neve, que ainda deve haver lá pela Estrela.

11 Comentários:

Às 25 abril, 2008 12:50 , Blogger JOY disse...

Amigo Peter

É triste que uma parte bastante conciderável da população nomeadamente a mais jovem ,não faça a minima ideia do que se festeja neste dia , provávelmente teremos de ser nós a explicar-lhes a importância deste dia e porque lhe chamamos o dia da liberdade.

Um abraço
JOY

 
Às 25 abril, 2008 15:23 , Anonymous grilinha disse...

Ouvi as comemorações em directo na TV e fiquei triste ao constatar o que já se falava há muito tempo.

Os jovens estão cada vez mais distantes dos valores conquistados numa democracia tão jovem.

Tenho fé que as mentalidades mudem e isso cabe-nos a nós dar o primeiro contributo, informando-os.

 
Às 25 abril, 2008 16:00 , Blogger Papoila disse...

Peter!
Cabe a cada um de nós manter vivo Abril em si!
Vi a preocupação do Senhor Presidente com o desinteresse dos jovens pela política, mas ele próprio não festeja Abril com um cravo.
Beijos

 
Às 25 abril, 2008 16:52 , Blogger Peter disse...

"joy", "grilinha", "papoila"

Agradeço os v/comentários.

 
Às 25 abril, 2008 17:21 , Blogger vbm disse...

Eu sensibilizo-me quando vejo alguns de cravo neste dia da liberdade. Mas temos de compreender, já passaram muitos anos, a caminho de quase tantos quantos os do regime anterior!

Hoje, na minha caixa de correio, estava um cravo vermelho; e a minha filha mais nova ofereceu-nos um bouquet de cravos vermelhos:)

Sem dúvida, muita coisa mudou em Portugal desde essa revolução, contudo ao contrário de algumas ilusões, a mudança começou antes do 25 de Abril, depois do Maio 68, e mais propriamente em 1969, já com o Salazar demitido.

O maior orgulho que um dia haveremos de sentir, nós, portugueses, será quando os nossos concidadãos ombrearem com os de outras nações no domínio da ciência, da cultura, da arte contribuindo galhardamente para voltar a dar «novos mundos ao mundo». :)

 
Às 25 abril, 2008 17:58 , Blogger Belzebu disse...

Festejo hoje como festejei em 74, mesmo sendo na altura muito jovem. Apesar de todos os recuos e hesitações valeu a pena e todos os dias nos é exigido um esforço para consolidar e fazer cumprir Abril!

Um grande abraço infernal em liberdade!

 
Às 25 abril, 2008 17:59 , Blogger meg disse...

Peter,
Hoje, depois do tsunami, tirei um bocadinho para via a casa de cada um dos amigos que me acompanharam nestas últimos dias. Virei ler depois desta tarefa concluída, porque sem as vossas palavras e a vossa presença em peso não teria sobrevivido. As coisas vão-se compondo os poucos e ´no vosso caso tenho tido saudades do ambiente que se respira nesta casa.
Porque eu tenho blogue não para coleccionar comentários mas para ter o prazer de entrar em blogues com os quais me identifico.
Um obrigado, Peter e um abraço a todos.
E um bom feriado.

 
Às 25 abril, 2008 18:02 , Blogger meg disse...

Peter, não sei se já vos avisei de que nunca leio o que escrevo... o resultado está à vista.
Leio depois de publicado o que revela a minha inteligência, mas já ão tem cura.
Um abraço

 
Às 25 abril, 2008 21:47 , Blogger Peter disse...

"vbm", "belzebu", "meg"

Agradeço os v/comentários.

 
Às 26 abril, 2008 12:42 , Blogger H. Sousa disse...

O 25 de Abril é, para quem nasceu depois, como o 28 de Maio é para nós que vivemos o 25 de Abril. Não podemos pretender que dele tenham a mesma ideia que nós. Eles olham à volta e dizem: pior que isto? Estão a gozar connosco? Se para nós (alguns) a coisa é melhor, para os jovens está péssimo e pior vai ficar. A geração dos 300 vem aí.

PS- Como vai a saúde? Melhor?

 
Às 04 maio, 2008 01:03 , Blogger Peter disse...

Henrique

Tens razão:

"Se para nós (alguns) a coisa é melhor, para os jovens está péssimo e pior vai ficar. A geração dos 300 vem aí."

Desculpa não ter visto o teu comentário, mas só agora voltei a passar por aqui.

Muito obrigado pelo teu interesse pela minha saúde, mas trata-se de um caso moroso, que só através das análises e exames e posteriormente da consulta no nefrologista que me anda a tratar, poderemos avaliar a sua evolução.

Bom Domingo.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial