terça-feira, março 13

Sinto-me culpado

Pego num jornal e fico com as mãos sujas, não do papel e das tintas, mas do seu conteúdo, de quem procura os instintos mais baixos do ser humano para, através deles, vender mais "papel".
Tenho vergonha de pertencer a esta espécie que trata como trata crianças frágeis de tenra idade. É esta a geração do futuro?
Sinto-me culpado por ter dado ao mundo estes "hominídeos".
Sinto-me culpado de todos estes crimes, da forma como os mesmos são desresponsabilizados, levianamente abordados e esquecidos.
Resta-me a consolação da "justiça" que os reclusos proporcionam aos violadores de crianças. Não aos do Processo Casa Pia (já acabou, ou continuam a gastar o nosso dinheiro?) mas aos protagonistas destes horripilantes casos de que tomamos conhecimento quase diariamente, para logo os esquecermos, porque entretanto já outro ainda mais asqueroso aparecera.

7 Comentários:

Às 13 março, 2007 01:07 , Blogger Wings disse...

Vivemos num mundo doentio, em que os poderosos escapam,numa justiça ainda mais doentia e cada vez mais surda e cega.

Um Abraço

 
Às 13 março, 2007 01:21 , Blogger Paula Raposo disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 13 março, 2007 10:12 , Blogger António disse...

Olá Peter!
Não te sintas culpado porque não tens culpa nenhuma.
Esses crimes horripilantes sempre existiram.
Felizmente, agora são mais facilmente detectados e punidos.
Eu sou mais optimista do que tu, amigo, mas não me considero muito ingénuo...só um bocadinho.

Obrigado pela visita e comentário ao meu "O velório".
Não gostaste?
Se lá fores com outra disposição talvez gostes mais.
ah ah ah

Um abraço

 
Às 13 março, 2007 10:33 , Blogger bluegift disse...

O António tem razão, Peter, estes crimes sempre existiram, mas eram abafados. Mas a Justiça portuguesa está gravemente doente, disso não tenhas a mínima dúvida. Não sei onde isto irá chegar. Vamos começar a fazer justiça pelas próprias mãos? Creio bem que sim.

 
Às 13 março, 2007 14:30 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Hoje já estás mais bem disposto.
ah ah ah

Um abraço

 
Às 13 março, 2007 15:25 , Blogger Peter disse...

"blue" o problema da Justiça, ou da falta dela, é o mais grave com que nos debatemos porque ameaça a própria existência do Estado.
Não sei onde "isto" irá chegar.

Ainda ontem tive conhecimento dum caso passado com pessoa conhecida, juiz, que numa terra do interior teve de fugir pelas traseiras do tribunal pois a família do cigano julgado queria MATÁ-LO.
Qualquer dia acontece como nas escolas:entram pelo tribunal a dentro para sovar o juiz.

Talvez seja de seguir a "proposta" humorística do Ricardo Araújo Pereira na VISÃO desta semana:

"Eu digo-vos que grupo de pessoas produzia excelentes professores: o povo cigano (...) Queria ver quantos papás, fanfarrões dos subúrbios, iam pedir explicações a estes professores."

 
Às 13 março, 2007 17:41 , Blogger H. Sousa disse...

Caro Peter, creio que não há quem não se revolte com estas notícias cujos protagonistas revelam um grau de malvadez em crescendo. Há que identificar as causas. Estaremos a ser manipulados como nas outras coisas? Que há gente malvada, ninguém duvida. Não nos esqueçamos que os meios de comunicação vivem de casos que fogem ao comum, têm que ir sempre à procura de mais e mais escabroso. E vamos ficando com mais e mais medo e perdendo a confiança em tudo e todos. Haverá intenção nisso...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial