quarta-feira, novembro 8

... No words... que é como quem diz... olha...











... e pronto...
Nada de mais, só o pulsar possível.
Onde?
Guess...

9 Comentários:

Às 09 novembro, 2006 13:51 , Blogger Papoila disse...

Mais um belo conjunto de fotos de uma viagem de sonho... Palavras para quê? Beijo

 
Às 09 novembro, 2006 14:45 , Blogger Peter disse...

António, ainda bem que apareceste pois já começava a ficar farto de escrever estes textos "pseudo-científicos", que só me dão trabalho e chatices.

Que dizes ao "novo visual" do n/blog?

Abraço

 
Às 09 novembro, 2006 19:01 , Blogger Ant disse...

Eu acho óptimo esta capacidade de mudar o aspecto do blogue. Muito gostava eu de conseguir isso no amplificador.
Curioso, achei a música muito adequada ao meu post ;)) hehehe.
Um dia a Blue vai ter que me ensinar a ter musica no blogue.
Parabéns Blue, dás uma alma nova ao espaço. Neste caso até ficou mais leve e abre com mais facilidade.
Beijos para ti.

 
Às 09 novembro, 2006 20:07 , Blogger MARTA disse...

Lindas, Ant....
Não preciso de acrescentar mais nada - está tudo dito.
Olá, Peter - realmente não posso dizer, mas confesso que o passeio entre galáxias e planetas foi memorável.
Bem-vindo, Ant e beijos e abraços
Marta

 
Às 09 novembro, 2006 21:57 , Blogger augustoM disse...

Bonitas fotografias, talvez Londres?
Quanto ao texto anterior:
Fizeste uma boa compra, deve ser um livro muito interessante. Concordo com os autores do livro, quando cientificamente pretendem justificar o aparecimento da Vida no nosso planeta. Sem sombra de dúvidas que ela é a casualidade de um conjunto de factores, sem os quais não poderia existir.
Mas quanto ao resto do Universo, temos de definir o vocábulo Vida, que só poderá ser utilizado para identificar a nossa existência, permitindo um número indefinido de existências, que não estando dependentes das condições específicas da nossa, possam existir. Tudo pode existir mesmo que a nossa imaginação não alcance. Agora Vida, aquilo que muitos procuram, não sei se haverá outra conjuntura de factores igual há nossa.
Um abraço. Augusto

 
Às 09 novembro, 2006 23:56 , Blogger Peter disse...

Augusto

Quem viajou e tirou as fotos foi o António (ANT) meu companheiro de blog.
Cada um é livre de aceitar as teorias que quiser, até porque estas nunca são definitivas. Mas o que estava em causa era a "precisão" dos termos utilizados, assunto que o Henrique já resolveu, como poderá ler no comentário que deixei no seu blog.

Abraço,
Peter

 
Às 10 novembro, 2006 13:13 , Blogger Ant disse...

Londres e Cambridge meus lindos. Já me apetece voltar... enfim... cada um tem o país que merece hehehe

 
Às 10 novembro, 2006 14:02 , Blogger Peter disse...

António

Sabes qual foi a minha maior surpreza em Londres?

Queria ir de Metro para Picadilly Circus e dirige-me a um senhor de meia idade que não só me atendeu amavelmente, como (incrível!) se desviou do seu caminho para melhor me orientar.

"Parecia mesmo português", não é?

 
Às 11 novembro, 2006 16:54 , Blogger bluegift disse...

Ant, já estou cheia de inveja ! Adoro Londres, adoro Cambridge !!! Já agora, uma sugestão: Vai a Bath, a sul, tenho a certeza que vais gostar. Beijo :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial