domingo, junho 28

Medina Carreira em entrevista a Mário Crespo - 26-6-2009

Etiquetas: ,

5 Comentários:

Às 28 junho, 2009 19:09 , Blogger Peter disse...

Ainda bem que me deste oportunidade de ouvir a entrevista ao Medina Carreira feita pelo MCrespo. O programa é às 22h das 6ªsF. Tenho que apontar na agenda para não me esquecer.

Os intelectuais cá do sítio, dizem que o homem é "tremendista" e não o levam muito a sério, mas eu da MFL só oiço generalidades e quanto ao Sócrates, tão depressa diz, como se desdiz.

Qualquer dia temos o "missionário" em 1º ministro.

 
Às 28 junho, 2009 19:48 , Blogger vbm disse...

O Medina Carreira só é "tremendista" porque as políticas que os sucessivos governos têm aplicado estão erradas e eivadas de tremendos, e nocivos efeitos!

Claro que denunciar que as coisas estão mal não é o mesmo que saber dizer as coisas certas. Pode seguir-se uma política distinta da dos governos PS-PSD e continuar a produzir efeitos tremendos e catastróficos!

Acertar na política a seguir requer uma percepção realista do mundo actual, do país, dos nossos pontos fortes e fracos, e seguir uma estratégia coerente, não-contraditória.

Subordine-se quem não sabe a quem sabe, e excluam-se dos lugares decisivos as pessoas erradas e as que errem!

 
Às 28 junho, 2009 21:06 , Blogger Metódica disse...

Pois...

Esta é a situação actual do país...
Só discordo numa coisa: não é por não haver um bom programa politico que as pessoas devem deixar de votar! Não estou a dizer que devem votar necessáriamente num qualquer candidato, mas sim em branco!
Penso que nunca se deve deixar de votar!

Parabéns pelo blog :)

 
Às 28 junho, 2009 21:22 , Blogger vbm disse...

.

Eu tenho medo do voto em branco
porque pode ser falseado
por um membro da mesa...

A sociedade tem de reagir
e forçar os políticos
a mudar de política.

E isso não pode ser só
pelo voto nem só pelos blogs...

Se nada mudar
por certo restará
a desobediência civil!

 
Às 28 junho, 2009 22:18 , Blogger Metódica disse...

Na minha opinião uma das coisas mais importantes é mudar mentalidades!
Não podemos ter sempre uma mentalidade sebastianista! Acho que o importante é ter uma consciência objactiva do real estado do país e não ter medo de enfrentar os problemas. Como disse o entrevistado, não vale a pena chorar o presente. Há que enfrentar o futuro! As pessoas têm que ser social e politicamente mais activas :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial