quinta-feira, março 26

Um nojo

Uma deficiente de 12 anos foi vítima de reiterados abusos sexuais por parte de um homem de 26 anos. O violador foi detido e presente a um juiz, tendo ficado em prisão domiciliária.

Um dos abusos foi filmado por dois energúmenos de 17 e 19 anos que fizeram circular o vídeo da violação pela escola que a menor frequentava. A gravação foi passando de telemóvel em telemóvel, tornando a situação conhecida de todos. Constituídos arguidos e interrogados pelo Ministério Público, saíram em liberdade com apresentações semanais às autoridades.

A menina, destroçada, foi institucionalizada numa casa de acolhimento, onde lhe é prestado acompanhanto psicológico.

Quem lhe fez mal “continua na maior” vivendo a sua vidinha. Até quando?

(dos jornais)

8 Comentários:

Às 26 março, 2009 09:56 , Blogger antonio - o implume disse...

Infelizmente isto este estado de coisas só mudará quando acontecer ao filho/a de alguém importante. Sempre foi assim e sempre deixámos que assim o fosse.

 
Às 26 março, 2009 10:44 , Blogger vbm disse...

Esse tipo de sentenças judiciais injustas são tão mais de espantar quanto não vejo que os Juízes não possam decidir com justiça! Será por terem instruções de não sobrelotarem as cadeias? Mas afinal qual é o papel do ministro da Justiça?

É pena nestes blogs não aparecerem juízes de carreira que tomassem posição sobre estas denúncias e explicassem, eventualmente, por quê entendem aquele tipo de sentenças ser o adequado. Porque eu gostava de saber ou, em alternativa, gostava que a classe judicial se revoltasse.

 
Às 26 março, 2009 17:09 , Blogger Brisa disse...

Que nojo! Que asco de sociedade e de Leis!

 
Às 26 março, 2009 18:48 , Blogger Peter disse...

vbm

Antes de 1974, numa escala de valores das profissões mais consideradas e respeitadas, os juízes ocupavam o 1ºlugar.

Perderam-no.

 
Às 26 março, 2009 21:38 , Blogger Meg disse...

Peter,

Simplesmente revoltante.

Eu sei o que fazia às "bestas violadoras"!!!
E aos juízes também.
E até generalizo...

Um abraço

 
Às 27 março, 2009 00:15 , Blogger Peter disse...

Meg

Não sei o que condene mais:
- se a atitude animalesca do violador;
- se a atitude revoltante e abjecta dos enurgúmenos que filmaram o acto e mais, difundiram o vídeo pelos colegas da escola que a menina frequentava.

 
Às 27 março, 2009 00:56 , Blogger Olhos de mel disse...

Realmente, meu querido é uma vergonha! Aqui também já aconteceram dois casos desses, que eu tenha ficado sabendo.
Bom fim de semana! Beijos

 
Às 29 março, 2009 07:36 , Blogger tagarelas-miamendes disse...

Peter- Que a justica nao seja pesada, ja era de esperar. Do violador, tambem nao ha muito a dizer, quem comete um crime desses e' um ser desprezivel.Os que o fimaram, sao tao violadores quanto ele.....
Ms pergunto-me que "mundo" e' este em que vivemos que se interessa por videos de violacoes que estao espalhados pela net? Que prazer morbido e' esse? Em que tipo de montros nos estamos a tranformar?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial