quinta-feira, agosto 30

Sem casa


Mas mantendo a sua “auto-estima” ...
Foi uma foto tirada às escondidas e de molde a não identificar a pessoa, expondo-a à curiosidade pública. Pelos sacos de plástico que tem junto a si e que devem constituir todos os seus pertences, vê-se que se trata de um sem-abrigo, como tantos que encontramos pela cidade.
Mas o que me chamou mais a atenção foi o facto de ele estar a fazer a barba, a cuidar de si, procurando manter a sua dignidade humana.

Uma vez li uma entrevista sobre um vagabundo “por opção”, que calcorreava Lisboa, espreitando os recipientes do lixo à procura de jornais para vender, ou de algo aproveitável. Era uma figura característica que desapareceu do meu quotidiano.
Tinha família, mas ele optara por viver a sua vida, à sua maneira, fazendo o que bem quisesse e era feliz assim.
Acredito.

(Foto Peter)

2 Comentários:

Às 30 agosto, 2007 23:25 , Blogger António disse...

Sem casa...mas livre!

Um abraço

 
Às 31 agosto, 2007 14:57 , Blogger Paula Raposo disse...

Também acredito.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial