sexta-feira, agosto 31

Ele e Ela

Ele disse... Que tal uma rapidinha?
Ela disse... E temos outra alternativa?

Ele disse... Não sei porque usas soutien; não tens nada para pôr lá dentro.
Ela disse... Tu usas cuecas, não usas?

Ele disse... É verdade que só me amas por causa da fortuna que o meu pai me deixou?
Ela disse... Não, querido. Eu amar-te-ia de qualquer maneira, independentemente de quem te deixou a fortuna.

Ele disse... Este café não serve nem para um porco!
Ela disse... Não tem problema, já te faço um que serve.

Ela disse... Que ideia é essa de chegar a casa meio bebado?
Ele disse... A culpa não é minha, acabou-se o dinheiro.

Ele disse... Desde a primeira vez que te vi, quis fazer amor contigo da pior maneira possivel.
Ela disse... Bem... e conseguiste!

Ele disse... Tens peito liso e pêlos nas pernas. Alguma vez te confundiram com um homem?
Ela disse... Não, e a ti?

Ele disse... Porque é que vocês mulheres sempre nos tentam impressionar com o vosso aspecto em vez de com o vosso cérebro?
Ela disse... Porque há mais chances de um homem ser imbecil do que ser cego.

Ele disse... Vamos sair e divertirmo-nos hoje?
Ela disse... Está bem, mas se chegares a casa primeiro do que eu, deixa a luz do corredor ligada.

Ele disse... Porque é que nunca me dizes quando tens um orgasmo?
Ela disse... Eu até dizia, mas nunca estás presente.

(circula por aí ...)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial