terça-feira, abril 10

Engenhêro

O puto está de ferias, vai estar até ao fim do ano, pois com as notas que teve não vale a pena andar lá a perder tempo.
Sem nada para fazer, a mãe diz-lhe:
- Olha peg'aí numa corda e leva o porquito té ao montado comer umas boletas.
O puto lá foi, mas o montado era pequeno, dois ou três chaparros e bolotas no chão népias.
Como resolver o problema?
Passa a corda por cima de uma pernada da árvore, ata-a a uma perna do porco e começa a puxá-lo até às bolotas.

Um carro que passa, ao ver aquele espectáculo, pára e sai um tipo que vai até junto do puto.
- Que estás tu a fazer rapaz?
- Atão na vêi? Tou a dar boletas ao porco. Na à no chão ...
- Mas porque é que tu não trepas à árvore e fazes cair bolotas para o chão?
E vira as costas e volta para o carro.

O puto lá desce o porco e fica a coçar a cabeça, dizendo entre dentes:
- Engenhêro

2 Comentários:

Às 10 abril, 2007 17:09 , Blogger Paula Raposo disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 11 abril, 2007 22:17 , Blogger Pepe Luigi disse...

Já estou como diz a Paula. Muito oportuna esta piadética historinha, pelo menos para uma socrático engenhêro.
É pena, pois tiveram todas as bolotas na mão, mesmo fazendo subir bacoritos pela corda!

Um abraço
Pepe

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial