quinta-feira, abril 5

Lisboa - Docas

O post que aqui estava constava dos meus arquivos e não tinha indicação de origem. Deduzo ter sido uma anedota dessas que correm pela NET e que me fora enviada por alguém que desconheço e em tempo que também desconheço.
Achei-a engraçada, procurei no Google uma imagem a condizer e publiquei-a.
Pelos comentários, deduzo que havia pelo menos 3 pessoas que não a conheciam e que gostaram.
Apareceu a sua legítima (?) dona.
Como não sou "ladrãozinho", apaguei o referido post e, à falta de melhor e devido ao adiantado da hora, publico esta foto, TIRADA POR MIM, num local aprazível onde tenho bebido uns "valentes copos", que é do que ando a precisar.


E assim tudo regressa à normalidade:
- a rã ao Google;
- a fábula à sua autora (?);
- os comentários à Paula Raposo, à "bluegift" e à "Maria Papoila",
às quais peço desculpa por lhes ter apagado os referidos comentários, mas foram "na onda".

Peter

7 Comentários:

Às 05 abril, 2007 07:54 , Blogger Paula Raposo disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 05 abril, 2007 09:22 , Blogger Nilson Barcelli disse...

Não chegaste a um acordo com a autora? Se eu fosse o autor bastar-me-ia uma referência...
Boa foto.
Abraço.

 
Às 05 abril, 2007 10:12 , Blogger Peter disse...

Paula, desculpado por ter apagado o teu comentário, só por isso.
Beijinhos.

 
Às 05 abril, 2007 10:21 , Blogger Peter disse...

Nilson, "autora"? Qual "autora"? Como é que eu sabia quem era, para poder contactá-la, aliás como faço sempre, antes de publicar?

Desculpa a minha ausência nas visitas ao teu blog, que muito aprecio, mas ultimamente tenho descurado as "public relations".

O "boneco" saiu bem, sorte de principiante.

Abraço, com votos de Boa Páscoa.

 
Às 05 abril, 2007 10:44 , Blogger bluegift disse...

Peter, que exagero. Direitos de autor com uma anedota sem uso profissional é de bradar aos céus! Isso é ridículo!

 
Às 05 abril, 2007 12:14 , Blogger Peter disse...

Pois é "blue", e eu tenho a certeza que ma enviaram, pois NUNCA copiei nada de qualquer blog.

No Alentejo costumamos dizer:

"Quem não tem nada que fazer, faz colheres de pau"

 
Às 05 abril, 2007 22:52 , Blogger António disse...

Olá, de novo!
No meio de um certo granel que reina neste post, vou pegar no que achei mais interessante de tudo.
Também o meu pai, tripeiro de gema e sem qualquer ascendência alentejana ou mesmo do centro do país me dizia, por vezes:
"Se não tens nada que fazer, faz colheres de pau".
Somos uma nação, não há dúvida!

E agora o obrigado pelo comentário ao meu primeiro policial.
Os próximos só depois de fazer um curso na PJ.

Um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial