quinta-feira, janeiro 4

Astronomia e Astrofísica, a ciência do Universo!

Miguel Telles Antunes, catedrático da Fac. Ciências e Tecnologia da Un. Nova Lisboa e Director do Museu da Academia das Ciências, considera que “a extinção do Homem é uma realidade à qual não podemos fugir. Em todos os tempos houve evolução. (…)
A espécie humana não é mais do que uma das que existem e que tenderão a evoluir. (…)
E não vamos em conversas de que o homem se modificou muito, não é verdade. A tecnologia é que se modificou muito, evoluiu. (…)”
Acho que nós, os homens-comuns, começamos a tomar consciência dos graves perigos que ameaçam o planeta, embora continuemos sistematicamente a destruí-lo.

Entretanto talvez seja de intensificarmos os nossos esforços, para encontrarmos um “buraco onde nos metermos.” Daí o interesse da Astrofísica e ter-me lembrado duma conferência proferida na Fac. Ciências da Un. Lisboa pelo Prof Dr João Lin Yun, Director do OAL:

“A Astronomia utiliza as leis da Física para explicar o universo, daí que a Astronomia moderna seja apelidada de Astrofísica.

O Universo é um laboratório maior do que qualquer construído na Terra. As condições extremas existentes em sistemas astronómicos, temperaturas e densidades muito elevadas ou muito baixas, composições químicas extremas, campos muito intensos, permitem executar testes únicos de teorias físicas.

Através da Astronomia, a Física atingiu alguns dos seus grandes avanços:

- a verificação das leis da fusão nuclear como fonte de energia das estrelas;
- as oscilações entre três famílias de neutrinos nos neutrinos solares;
- as variações das órbitas de binários de pulsares como prova da existência de ondas gravitacionais, uma previsão da Relatividade Geral de Einstein;
- limites extremamente fortes para a variação temporal nos valores das intensidades das interacções físicas;
- a existência de matéria escura e de energia escura.”

Esperemos que esses loucos que nos governam não se lembrem de apertar o gatilho nuclear. Se tal acontecer, ficarão só os lacraus, que parece serem os únicos organismos celulares multi-complexos, capazes de resistirem às radiações atómicas.
Depois?
Depois ficarão os virús e as moléculas, os últimos resistentes.

Aliás, talvez até nem seja necessário, pois nós, nos nossos automóveis, vamos dando a nossa contribuiçãozinha …

Etiquetas:

4 Comentários:

Às 04 janeiro, 2007 18:53 , Blogger Paula Raposo disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 04 janeiro, 2007 20:13 , Blogger H. Sousa disse...

"Aliás, talvez até nem seja necessário, pois nós, nos nossos automóveis, vamos dando a nossa contribuiçãozinha …"
Está tudo dito!

 
Às 04 janeiro, 2007 21:46 , Blogger Peter disse...

Paula Raposo, não digas isso. O teu papel é igual ao meu, como é igual ao do Henrique aí abaixo, como é de todos nós:

A LUTA CONTRA A POLUIÇÃO !

Mas como se calcula que o colapso total da Humanidade só se dará daqui a cerca de 2 milhões de anos, "quem vier atrás que feche a porta".

Não é?

Porquê o regresso dos Americanos à Lua e a exploração sistemática de Marte?
Porque eles sabem o que irá suceder à Terra e começaram já o estudo e a preparação da que irá ser a sua "new frontier".

 
Às 07 janeiro, 2007 22:29 , Blogger António disse...

Olá Peter!
Vou pegar neste excerto que aparece escrito no teu texto:
"Entretanto talvez seja de intensificarmos os nossos esforços, para encontrarmos um “buraco onde nos metermos.”
Pois é!
Porque se investe tanto na chamada conquista do espaço?
Entre outras razões de mais curto prazo, eu destacaria a de que é bem sabido que a Terra, tal como a conhecemos, desaparecerá com a progressão da reacção nuclear que se processa no Sol e que levará ao seu desaparecimento daqui a milhões (não sei quantos) de anos, pelo que é necessário para a nossa espécie descobrir outro local para viver.
Só que o homem, na sua ancestral estupidez, está a acelerar a extinção do nosso belo planeta também em milhões de anos.
Assunto da mais alta importância, este que abordaste.
Obrigado pelo teu comentário.

Um abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial