sexta-feira, dezembro 8

Aurora boreal


(Auroras over Finland on Dec. 8th. Credit: Vesa Särkelä)

A minha disposição e estado de espírito não são bons. Ontem tive de me deslocar ao Alentejo para ir ao funeral dum companheiro da minha juventude. Uma perda é sempre uma perda e nós estamos na lista de espera. Ninguém sabe quem se segue. Para ele foi o fim dum sofrimento, que corajosamente enfrentava.

Estive em casa da antiga empregada dos meus pais, que nos ajudou a criar os filhos. Queria que eu lá almoçasse, mas eu estava com pressa de regressar a Lisboa. Acompanhou-nos até ao carro e ali estivemos a falar dos nossos problemas, que ela fazia como seus.

Telefonou-me há pouco o filho a dizer que ela morrera. Tinha ido buscar o pão, quando um avc fulminante acabou com ela. Nem queria acreditar. Há menos de 24 horas que estive com ela.

Chorei. Há quantos e quantos anos não o fazia.

Maria Luísa, apesar de não seres da minha família, tu eras a minha família.

Resolvi publicar esta aurora boreal, foto tirada hoje. É uma homenagem. Amanhã lá estarei para te acompanhar, a chorar, não a rir como ontem estivemos junto ao meu carro.

Puta de vida …

Etiquetas:

11 Comentários:

Às 09 dezembro, 2006 14:59 , Blogger Simplesmente louco disse...

Tantos blogues que gostava de ver e ler, outros tantos em que passo e nem sequer os chego a ver.
Mas existem outros, que não nos cansamos de os ler, porque em cada palavra saboreia-se a nostalgia tranquilizadora de cada mensagem que nos enriquece o saber sem nunca chegarmos a agradecer...
O tempo é sempre o grande culpado destas contrariedades, mas por vezes a preguiça também ajuda.
As desculpas só serão válidas quando verdadeiras.
Um abraço

 
Às 09 dezembro, 2006 17:26 , Blogger Diabba disse...

A morte é uma passagem, para a outra margem... quem te disse k a outra margem não é melhor que esta?
Porque choras e não te alegras?
Porque será que os mortais têm medo do desconhecido??...

Beijo de enxofre

 
Às 09 dezembro, 2006 20:32 , Blogger mfc disse...

Toma um abraço... apenas um grande abraço, Peter!

 
Às 10 dezembro, 2006 01:11 , Blogger Peter disse...

"simplesmente louco". obrigado pela tua visita, até por me ter dado oportunidade de conhecer o teu interessante blog.

"do outro lado disto que chamamos vida."

Qual "outro lado"? O ser humanno, desde sempre, criou nas diversas religiões, que também criou, o mito da eternidade.

Houve um breve encontro de pessoas
neste "calhau".

 
Às 10 dezembro, 2006 01:21 , Blogger Peter disse...

"diabba", não há nada. Não há "outra margem".

Houve encontros/desencontros, da mais diversa espécie e de maiores/menores duração.

A amizade é um sentimento mais forte que o amor, pois nada exige em troca. E, como agora aconteceu, se esteve em amena cavaqueira com uma pessoa de quem se é profundamente amigo e no dia seguinte ela morre, sem nada o fazer prever, é como "levar um murro no estômago".

 
Às 10 dezembro, 2006 01:25 , Blogger Peter disse...

"mfc", obrigado. A vida continua com outros actores:uns entram e outros saiem de cena.

 
Às 10 dezembro, 2006 10:14 , Blogger bluegift disse...

Já tinhas falado dessa senhora anteriormente. Deve ter sido um choque terrível, Peter, pelo menos ainda teve tempo de se despedir de ti. A sua missão terminou. Um abraço.

 
Às 10 dezembro, 2006 14:46 , Blogger António disse...

Peter!
Só te faz bem chorar!
Quantas vezes eu não o faço!
Lamento o sucedido, naturalmente, mas nós, já mais velhotes, vamos percebendo cada vez melhor que o nosso momento também está cada vez mais próximo.
Só que não ganhamos nada em pensar nisso.
Viva a vida, meu velho!

Um abraço

 
Às 10 dezembro, 2006 15:31 , Blogger H. Sousa disse...

Como dizes e bem, caro amigo, "puta de vida". Como diria Heloísa, "de espanto em sobressalto, passamos pela vida a rasar a morte", quando não somos atingidos em pleno.
Abraços

 
Às 10 dezembro, 2006 16:52 , Blogger Heloisa B.P disse...

"Há menos de 24 horas que estive com ela.

Chorei. Há quantos e quantos anos não o fazia.

Maria Luísa, apesar de não seres da minha família, tu eras a minha família."
**************************QUERIDO *AMIGO*,
Comungo de Seu SENTIMENTO DE DOR E PERDA!
Ha' PESSOAS que nao sendo de nossa propria Familia de nosso sangue, sao de facto, *A NOSSA FAMILIA*!!!!
........
Nada mais acrescento orque palavras tornam-se por vezes, EXCESSIVAS!
FICA MEU *ABRACO* E A COMUNHAO COM SEU SENTIMENTO DE PERDA*!

SUA AMIGA,
Heloisa
***********
(Fui alertada para este acontecimento_TRISTE_ p'lo nosso Amigo, HENRIQUE)
*************************

 
Às 11 dezembro, 2006 09:35 , Blogger Paula Raposo disse...

Sem dúvida. Puta de vida. Os meus sentimentos. Um beijo solidário.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial