quarta-feira, dezembro 6

Fado vadio


O "Fado vadio" define-se como sendo aquele que é cantado em tascas onde a porta está aberta a quem quer fazer da sua voz a expressão do que sente, recebendo por isso apenas o silêncio de quem o escuta e as palmas de quem com ele sente. Acompanhado por uma viola e guitarra cujo trinar tortuoso segue as palavras do fadista, o Fado sai à noite relatando histórias de amor, ciúme, traição, dor e alegria, sentimentos contraditórios de uma vivência urbana, bairrista.

Aqui não será bem "Fado vadio", até porque só há uma viola e os artistas resolveram vir para a rua ganhar uns Euros, nesta época natalícia. Claro que eu aproveitei e com a aquiescência deles, fiz o "boneco".

(Foto Peter)

17 Comentários:

Às 06 dezembro, 2006 11:00 , Blogger Paula Raposo disse...

Eu gosto do 'Fado vadio'. Beijos.

 
Às 06 dezembro, 2006 11:32 , Blogger Menina_marota disse...

Ah... o Fado Vadio... tenho saudades do tempo em que o meu Avô e seus Amigos, no salão de sua casa, organizavam aos sábados à noite, verdadeiras tertúlias, onde o Fado era Rei...

Um abraço ;)

 
Às 06 dezembro, 2006 11:44 , Blogger Peter disse...

Paula, procurei na Livraria Barata- Av. Roma, mas ainda não vi lá o seu livro. Queria fazer-lhe uma surpreza aqui no blog.

O seu blog não admite comentários. É temporário? Não me diga que deixou de publicar os seus versos.

O "Fado vadio" vale mais pela comunhão que se estabelece entre a assistência e os intervenientes. Não é, de modo algum, um espectáculo.

 
Às 06 dezembro, 2006 11:46 , Blogger Papoila disse...

Gosto muito do "Fado vadio".
Assim começou o grande Mestre... Alfredo Marceneiro.
Beijo

 
Às 06 dezembro, 2006 11:48 , Blogger Peter disse...

MM bem regados e bem comidos. O companheirismo e a amizade, são das coisas boas da vida. Não interessa gostar, ou não gostar do Fado.
Ainda agora eu vinha no carro a ouvir a última colectânea dos Beatles e ia chocando com outro ...

Abraço amigo

 
Às 06 dezembro, 2006 11:50 , Blogger Peter disse...

Papoila, nunca o ouvi e tenho pena, mas nessas alturas não andava por cá.

Beijo

 
Às 06 dezembro, 2006 11:53 , Blogger Diabba disse...

hihihihihi... informo que muito (mas muito) dificilmente leria este post sem óculos... já os uso há ttos anos que suspeito k já fazem parte da minha lindissima fronha!

Beijo de enxofre

P.S. Sim, li melhorzinho, mas olha k as letras continuam um nadita pó mirrado!

2º P.S. Não sou grande fã de música (nenhuma... sim eu sou esquisita)... da parte do fado vadio... fico ko "vadio" boa??

 
Às 06 dezembro, 2006 14:17 , Blogger António disse...

Peter!
Sem guitarra e na rua, não será meio fado muito vadio?
(acho que esta piada não tem graça nenhuma...estou desinspirado...vou-me calar)

Um abraço

 
Às 06 dezembro, 2006 14:19 , Blogger MARTA disse...

Interessante o teu novo post - gostei...
A fotografia está óptima.
Beijos e abraços
Marta

 
Às 06 dezembro, 2006 14:33 , Blogger Ant disse...

Ah fadista. E sempre de máquina em riste.
Este contraditório é muiotm interessante Peter. És um gajo de intervenção, sócio.
Abraço.

 
Às 06 dezembro, 2006 14:49 , Blogger Nilson Barcelli disse...

Um bom boneco...
Não sei se ainda há fado vadio, não tenho passado pelos locais onde o havia...
Mas é sempre bom recordá-lo.
Um abraço.

 
Às 06 dezembro, 2006 17:59 , Blogger Aluena disse...

Confesso que gostei da foto.
Venho deixar votos de BOM NATAL
e FELIZ ANO NOVO.
Venham tomar 1BICA quentinha no meu canto.
http://bica.blogs.sapo.pt

Saudades e abraços companheiros.
AMIGA SEMPRE
ALUENA

 
Às 06 dezembro, 2006 21:52 , Blogger Peter disse...

António, nem é piada, nem pretendeu ter graça.
É uma foto do quotidiano lisboeta, cujo único mérito é o de ter sido tirada.

 
Às 06 dezembro, 2006 21:58 , Blogger Peter disse...

Marta, a foto nem está grande coisa. Eu nunca vira nas ruas de Lisboa o fado ser cantado por duas pessoas, que não eram pedintes, e que procuravam angariar uns Euros àquela hora da noite, para irem beber mais um copinho.

 
Às 06 dezembro, 2006 22:03 , Blogger Peter disse...

Olá ANT, estás na maior. Vê lá se tiras um tempinho ...

Abraço

 
Às 06 dezembro, 2006 22:09 , Blogger Peter disse...

Nilson, de há um tempo para cá que trago sempre a digital no bolso, porque já me acontecera deparar com um bom motivo, ou um bom enquadramento e não ter a máquina comigo.
As fotos têm muito a ver com a "oportunidade".

Abraço

 
Às 06 dezembro, 2006 22:38 , Blogger Peter disse...

Aluena, visitei o teu blog e é de louvar o teu espírito de iniciativa em prol dos carenciados.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial