sexta-feira, novembro 24

TLEBS

A propósito da polémica da TLEBS não resisto à tentação de vos alertar, como o fizeram a mim, para uma crónica que o DN publica da autoria de Ruben de Carvalho, vereador da Câmara Municipal de Lisboa e jornalista.
Aos que a leram já no jornal, peço desculpa do tempo que lhes tomei, mas a crítica subtil e inteligente fascinou-me:

“Meu, não dá para te passar tudo, mas é uma cena... Como é que t'hei-de dizer, assim uma cena um bocado marada que não dá prá agarrar logo! Tem bué de words novas, tu nem tosgas, eu pelo menos vejo-me à rasca. A profe também anda bimba com a cena, parece que não topa peva, é assim uma cena toda nova. Aquelas gaitas ca gente teve de encornar - os adjectivos, os verbos, essas cenas, 'tás a ver - agora tem tudo outros nomes, bué de compridos e depois cada cena com uma data de nomes.

(…)

A minha esperança é que agora, com o TLEBS (topas? A Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário) isto vai ficar uma curte muito mais fixe e vou ler o Fernando Pessoa.”

(Ruben de Carvalho in Diário de Notícias)

10 Comentários:

Às 24 novembro, 2006 17:20 , Blogger Rosario Andrade disse...

Boas tardes!
...entao mas é o problema de chamar adjectivos aos adjectivos, everbos aos verbos? Mas esta gente anda louca? mas ninguem os poe na ordem?
A maioria dos putos nao sabe reconhecer um adjectivo ou um adverbio. A partir de agora terao desculpa para nao saberem os nomes ou a classificaçao! Anda tudo louco!!!!!!! e anda essa canalha a ganhar dinheiro dos contribuintes para isto... para arranjar nomes ridiculos para o que ja tem nome!REVOLTANTE!
Bom fim de semana!

 
Às 24 novembro, 2006 18:07 , Blogger Peter disse...

Rosário, é pena não haver aí o DN pois o artigo é de morrer a rir. É tudo muito simples. Passa a haver:
"verbo principal impessoal, verbo pessoal intransitivo, verbo principal transitivo directo, verbo principal transitivo indirecto e verbo principal transitivo directo e indirecto".
Isto é apenas uma alteração, pois há mais:
“consoantes surdas e sonoras, depois tens consoante oclusiva, africativa, nasal, oral, lateral, vibrante e africada”

Simples, não é?

Cá por Lisboa está um dia horrível de vento e chuva.

 
Às 24 novembro, 2006 18:26 , Blogger amita disse...

Lol Peter. É tão ridículo que não posso deixar de rir.
Anda tudo louco, realmente!
E ninguém trava esta... simplicidade????
Olha, por cá também chove torrencialmente acompanhado de um vento ciclónico.
Um bjo e um bom fim-de-semana

 
Às 24 novembro, 2006 18:53 , Blogger Peter disse...

Não. São os "iluminados". Mas os iluminados não são os pirilampos?
Será que estes já assumiram o controlo do ensino?

Isto está mesmo mau ...

 
Às 24 novembro, 2006 22:37 , Blogger Papoila disse...

Delicioso este texto!Imagino os miudos com as novas regras... Por mim fiquei "esclarecida" com a classificação das consoantes...
Beijo

 
Às 24 novembro, 2006 22:42 , Blogger Luna disse...

Aos poucos estamos a perder os valores, e com eles todo o resto se vai desmoronando.
que pena
beijos

 
Às 24 novembro, 2006 23:00 , Blogger Peter disse...

Papoila, que se lixe, vou transcrever os (...):

"Por causa daquele baril que no outro dia dizia na televisão que o fora de jogo "era consoante o árbito", até copiei a cena das consoantes que vem no paper: passou a haver consoantes surdas e sonoras mas, aguenta-te aí, que depois tens consoante oclusiva, fricativa, nasal, oral, lateral, vibrante e africada. Esta do africada julgo que é por causa dos blacks, e a minha miúda, que costuma ler os jornais, ficou lixada, diz que lhe parece é uma cena um bocado racista !

Acho que é uma lei que os políticos fizeram e depois os profes têm de andar com a cena e a gente é que amoxa! Passas a ter de meter nos cornos que há verbo principal impessoal, verbo pessoal intransitivo, verbo principal transitivo directo, verbo principal transitivo indirecto e verbo principal transitivo directo e indirecto, uma cegada! Lá o que são verbos, ainda perguntei ao meu velho lá em casa e o gajo lá disse umas coisas, até falou da cena do transitivo, mas aí já foi muita areia - mas agora isto tudo!

E, ainda por cima, dizem que é para a maralha aprender a escrever, a criar, como eles dizem, uma cena de "hábitos de leitura"! Topas, um gajo a querer ler uma cena numa curte porreira e vêm com esta trapalhada, mais vale um tipo agarrar as words do inglês, que dão para o computas e a malta até topa logo.

Houve um gajo - penso que é do sindicato ou uma cena assim, mas é fixe, alinha com a malta - que me disse que isto vem tudo do mesmo sítio, dos mesmos cromos do Governo e do Ministério que também andam a despedir os profes, a inventar aquela cena marada das "aulas de substituição", a correr com o pessoal que tratava lá da cantina e tudo isso, a fazer um granel do camandro nesta cena toda."

A brincar, a brincar, está aí o futuro e depois vêm com "tretas" do MIT ...

 
Às 24 novembro, 2006 23:15 , Blogger Peter disse...

Luna, ao ler certos blogs e certos comentários por aí, mas principalmente as "Cartas ao director", que nos media é a secção dos frustrados, invejosos e ressabiados, qualquer pessoa vê que os mais odiados neste País são.

1º - Os militares.
2º - Os professores.
3º - Os Funcionários Públicos.

Para esses escrevinhadores, estes três grupos sociais são todos uns calões que os andam a "chupar".

Por isso não vale a pena abordar aqui estes assuntos com os que dizem que se matam a trabalhar para sustentar os trabalhadores já referidos.

Vê-se ...

 
Às 25 novembro, 2006 15:05 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Mas essa nova e "fascinante" terminologia já foi mesmo aprovada e adoptada?
Já está em vigor?
Penso que não!
E não acredito que algum dia venha a estar.
Seria demasiado mau!

Um abraço

 
Às 25 novembro, 2006 15:27 , Blogger Peter disse...

António, não acreditas? A crónica é do Ruben de Carvalho e foi publicada no DN.
Destes tipos já espero tudo.

Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial