terça-feira, julho 4

Ávido…















Rainha da noite que desconheço
Senhora de mundo onde não pertenço
O néon que te ilumina
Não é mais que lamparina
Perante a luz do olhar
Em que noite após noite
Apetece ficar



(Foto: www.philippepache.com)

4 Comentários:

Às 04 julho, 2006 14:03 , Blogger augustoM disse...

Mesmo que a lamparina não esteja acesa, fica-se sempre bem.
Um abraço. Augusto

 
Às 05 julho, 2006 01:17 , Blogger Ana Luar disse...

E quando a lamparina se apagar... toma a minha mão...
anda... vem para aqui!
Deixa-te nesta quietude ficar.

 
Às 05 julho, 2006 10:16 , Blogger Ant disse...

ana, não me tentes com o luar...
augustom, tem dias... ;))

 
Às 06 julho, 2006 10:40 , Blogger amita I disse...

Essa "luz do olhar" que tantas candeias acende....
Um belo poema, Ant.
Um bjo, um doce sorriso e um excelente dia

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial