quinta-feira, junho 22

Dissolução


Quero-te nua
para dissecá-la
crua e molhada
para dessecá-la
na vertical dessedentá-la.
E te quero na horizontal
dissertá-la minuciosa
dissimulá-la com
meu sêmen.
Depois dispersá-la e
desertá-la ao
distanciamento.

(Bené Chaves, in "Cinzas ao Amanhecer",2003)

Com autorização do autor. O seu blog é: http://oapanhadordesonhos.blogspot.com

Gravura do Google

5 Comentários:

Às 22 junho, 2006 09:45 , Blogger Pdivulg disse...

Uma questão de fluidos...

 
Às 22 junho, 2006 17:04 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Peter

Ainda bem que estás de volta, porém - triste. Espero que seja um "estádio" somente de passagem.

Beijinhos

 
Às 22 junho, 2006 19:13 , Anonymous Sutra disse...

Lindo poema.

Já regressei das minhas curtas férias :P

Bj doce

 
Às 22 junho, 2006 19:39 , Anonymous Anónimo disse...

Magnificas palavras!
hei de la dar um saltito*

beijo, Lúcia

 
Às 22 junho, 2006 22:38 , Blogger Papoila disse...

Bonito texto! É uma questão de química e física.
Obrigada pela visita ao campo.
Beijo

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial