segunda-feira, março 6

Não sei o que vi

Não sei o que vi
Nos teus olhos
Ora castanhos de mulher
Ora verdes de criança
Se o vento da paixão
Ou a brisa do desejo

Sei que me derrubam
Os teus beijos
Que me refazem
Nos gestos do teu corpo
No sorriso de mil faces
Nos teus braços
De todos os abraços
De olhos desejo paixão

Sei que me dissipo
No nada sem rumo
De estrelas no éter
Que me embriaga
Na certeza de antever
Os teus olhos
Numa qualquer janela
Castanhos ou verdes
Crianças de desejo
Mas com ventos de paixão

( Nilson - http://nimbypolis.blogspot.com/)

Consta dos n/links

4 Comentários:

Às 06 março, 2006 06:55 , Blogger Micas disse...

Uma agradável surpresa o chegar aqui e encontrar um poema de um amigo especial e não-virtual. O poema é lindo, já lho tinha dito a ele, a ti Peter, estou-te grata pela escolha.
Uma boa semana a toda a equipa :)

 
Às 06 março, 2006 10:06 , Blogger Peter disse...

"micas", gostei muito do poema e pedi ao Nilson autorização para o publicar, ao que ele amavelmente acedeu.
A foto é que foi escolhida por mim.

Boa semana para ti.

 
Às 06 março, 2006 12:57 , Blogger {-Sutra-} disse...

Tal como tu, também a fazer a minha passagem «de vez em quando» que calhou ser hoje. E ainda bem pois vim ler um poema do Nilson, um dos blogs que visito regularmente - não dos «de vez em quando». :-)

Beijo doce

 
Às 06 março, 2006 21:33 , Blogger lazuli disse...

Peter, não poderia deixar passar em branco este maravilhoso poema do Nilson. A foto parece provir do próprio poema.
Não destaco nada, pois escolheria todas as palavras.

Um beijinho

*

fernanda g.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial