sábado, março 4

Do amor


Julgo ser o primeiro poema que publico desta autora, já com obra dada à estampa.

Do amor falo devagar
Como quem compõe uma doce melodia
Ajustando ordenadamente as notas na pauta

Demarcada a composição
A melodia vai entoar
Dos músicos dependerá o pulsar sem desafinar

Do amor falo devagar
Como o nascer da aurora
E a chegada do ocaso.

(Maria do Ceu Costa)

13 Comentários:

Às 04 março, 2006 19:52 , Blogger amita disse...

Excelente escolha. Um belo poema. Bjos e uma flor

 
Às 04 março, 2006 21:47 , Anonymous Maria Papoila disse...

Maria do Céu Costa é uma bela escolh e este poema muito belo. Parabéns a ambos. Abraço

 
Às 04 março, 2006 23:19 , Blogger margusta disse...

Olá Peter,
...sem duvida um belo poema de uma grande poetisa!

Beijinhos e bom fim de semana.

 
Às 04 março, 2006 23:26 , Blogger Peter disse...

"amita", boa estreia no blog de Maria do Ceu Costa.

Bom Domingo para ti*

 
Às 04 março, 2006 23:32 , Blogger Lumife disse...

Em Alvito acontece...

Já somos 44...

Esperamos muitos mais


Bom fim de semana

 
Às 05 março, 2006 01:25 , Anonymous Anónimo disse...

maravilhoso poema:)


"Muss es sein?
.
Es muss sein!"


boa noite,
Lúcia

beijo*

 
Às 05 março, 2006 01:32 , Blogger Peter disse...

Encontro de blogs em ALVITO, em 22 Abril. As inscrições são com "lumife".

 
Às 05 março, 2006 01:34 , Blogger Peter disse...

Olá Lúcia, muito trabalho? Estive aí pelo Carnaval. Sábado esteve um dia horrível.
Poucos estangeiros.
Bj*

 
Às 05 março, 2006 14:24 , Anonymous Anónimo disse...

é verdade... o tempo não ajudou muito, mas tive imenso trabalho, imensos turistas espanhois.

Tem estado muito fraco o turismo, mas que se pode esperar com uma abécula daquelas como presidente da camara?:)

Beijinho*
Lúcia

 
Às 05 março, 2006 14:27 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Olá Peter

Maria do Céu Costa. Conheço bem a sua poesia, Excelente... adoro lê-la.

Um beijo grande para ela

"Esquecidas palavras
escuto o teu apelo
é como se de súbito

morresse devagar

no deserto do coração
onde
acontece o milagre
muito
muito no fundo

dentro do peito
na pulsação da alegria"

("Apelo" de Mª do Céu Costa)

Beijinhos, Peter

(O meu pé! só me prega é partidas, mas está melhor. Pelo menos não estou tão furiosa :))

 
Às 05 março, 2006 14:34 , Blogger Peter disse...

Lúcia, estive a falar com o Valentim no Abrigo. Vocês não o elegeram agora aguentem (aguentamos).
Havia tb alemães, mas de passagem, em excursões.

Bj*

 
Às 05 março, 2006 14:39 , Blogger Peter disse...

Betty, não conheço a obra dela, vou ver se compro um livro seu.
Obrigado pelo poema*

 
Às 06 março, 2006 00:23 , Blogger Heloisa B.P disse...

ADOREI, LER AQUI*, UM POEMA DA MARIA DO CEU COSTA*!
_ESTOU SORRINDO_!
Como pode verificar, *ELA* e' uma POETISA DE CORACAO(E TALENTO)CHEIO DE *VERSOS*:_VERSOS*, QUE SAO *POESIA*!!!!!!
_OBRIGADA PETER*!
UM ABRACO*(PARA SI* E PARA ELA*!)!
_TANTA COISA LINDA QUE TENHO PERDIDO, POR AQUI*!!!!!!
_Vou ler MAIS, por ai' abaixo(nao escreverei, mais, or certo:e'-me dificil escrever!).
..................Heloisa.
****************************

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial