quinta-feira, janeiro 12

Presidenciais

Soares pondera se ocupar a cadeira de Belém declarar guerra aos banqueiros. Não uma guerra convencional, mas uma guerra total.
Enormes frascos de Ketchup estão a ser preparados pela candidatura com a finalidade de demolir o inimigo.
Porém como podemos ter a certeza de que os poços de vinagre não secam? E se secarem onde vamos arranjar vinagre para os temperos normais das nossas cozinhas? Será aceitável passarmos a ter outro tipo de alimentação por causa das manias de grandeza de um candidato?
O ketchup não poderá ser usado contra este se perder as eleições? Se sim, como pintá-lo de outra cor?

Louçã por seu turno prefere o uso e abuso da palavra a tal ponto que já tem um humificador na boca para combater a seca. Declara-se “inconformado com a apatia da EU que se recusa a financiar os aparelhos de combate à seca”, dizendo ainda “esperar uma mudança de atitude, já que quero plantar alfaces no meu lábio superior”.
Se fosse um jardim, ainda se deveria ponderar a possibilidade de apelarmos à solidariedade Europeia. Agora alfaces? Se acabar por levar a ideia por diante, teremos a certeza de que usará a “verpia f1?” que tem excelentes qualidade se plantada em estufa? Se for esta a qualidade escolhida, como colocar uma estufa no lábio superior de Louçã? Como se efectuaria a rega? Recorrendo a um sistema de aspersão, ou opta-se pelo gota-a-gota? E se em ambos os casos os pequenos orifícios ficarem obstruídos pela terra? Será que se deve pensar no uso de serradura com a finalidade única de aniquilar as ervas daninhas? O uso de plástico negro que impede a fotossíntese será plausível?
A ideia até aprece não ser má, mas de difícil execução.

E Cavaco? Podemos ter a certeza de que a sua eleição o conduzirá às bombas de combustíveis do pai em Boliqueime? Se sim, estes passarão a ser mais baratos ou ao invés aumentarão para acabar de financiar a nova vivenda? Respeitará as normas comunitárias e a gasolina terá menos octanas? Como podemos ter a certeza de que após aquela figura infeliz de boca cheia de bolo, não deitará na nova piscina fuel óleo em lugar de água? Esta possibilidade agita já os defensores da natureza que pensam promover uma manifestação em terras algarvias, caso o candidato acabe por ser eleito.

Alegre irá escrever um novo livro de poemas? Se sim, podemos esperar que com ele no palácio de Belém, todas as comunicações ao país serão em verso? Se forem, contribuirá a poesia para uma melhor compreensão das conversas ininteligíveis que são comuns a todos os candidatos?

Jerónimo pensará em transformar Belém e a zona envolvente num kolkose? Quem tomará conta das vacas? E quem as ordenhará? A mistura com ovelhas será uma boa opção? E quem será o cavalo?
Usar os outros candidatos como animais de tracção estará previsto na Constituição? Quem chicoteará os infelizes? O povo trabalhador que também terá de trabalhar no kolkose?
Se sim como serão repartidas as mais valias?
Ante todas estas dúvidas os candidatos decidiram juntar forças, dançar uma dança Cossaca e beberem que nem carroceiros.

9 Comentários:

Às 12 janeiro, 2006 23:02 , Blogger margusta disse...

Meu amigo,
...isto está muito complicado...ai está está ;)
A escolha não está nada fácil , muitas ds pessoas que conheço ainda não têm nenhuma decisão tomada.

Beijinhos e bom fim de semana.

 
Às 12 janeiro, 2006 23:36 , Anonymous Beth disse...

Pois é..isto tem muito que se lhe diga...como sempre fecharemos os olhos, marionetes de politica(s) pensadas para nos lixarem a Vida..nem mais. Gosto muito do teu blog. Um abraço

 
Às 13 janeiro, 2006 09:21 , Blogger Nilson Barcelli disse...

Bem humorado o teu texto.
Resumindo, estas eleições são uma grande seca. Já propus um sorteio mas ninguém aceitou...
Para mim qualquer jarra serve. Nem vou votar.
Abraço.

 
Às 13 janeiro, 2006 12:06 , Blogger elsaaaaa disse...

Parece que "nos" limitamos a criticar em todos e nada presta e tudo é igual...Não creio, felizmente.Existem diferenças e muito grandes; abismais entre eles. Independentemente das minhas tendências partidárias deixa-me salientar que o Louçã usa uma publicidade muito directa e incrivelmente bem feita, admiro essa parte tambem entre outras coisitas que defende, como a alteração da lei do aborto, etc, etc, mas isso é outra história e não é verdade isso que estás a pensar! Não! Não voto Louçã, não senhor! hihihi!!!!!!!!!!!!!!!

 
Às 13 janeiro, 2006 12:10 , Blogger elsaaaaa disse...

Com a emoção das Presidenciais até me esqueci dos beijos e dos votos de excelente fim de semana! Logo eu que tenho mania que sou educadinha! Bolas que descuido! (é só mania, juro) às vezes.

 
Às 13 janeiro, 2006 12:28 , Blogger Isabella disse...

não acham esta campanha extremamente longa...??? já não há pachorra para os ver por aí a passear e a repetir as mesmas frases! Eu nem sei se vou escolher algum(confesso) Na certeza porém, que vou votar, nem que seja em branco.
beijinho e bom Fim-de-semana!

 
Às 13 janeiro, 2006 14:52 , Blogger Peter disse...

"beth", uma pequena rectificação, pois o "letrasaoacaso" está sempre superocupado:
- Somos três que fazemos o blog: além dele, eu (Peter) e a "bluegift".

Ficaremos encantados se continuares a visitar-nos.

Um bom fds.

 
Às 13 janeiro, 2006 15:02 , Blogger Peter disse...

"isabella", esta campanha não tem razão de ser. Todos conhecemos "de ginjeira" os candidatos.
Anda-se a gastar dinheiro (que não temos, e depois não haverá reformas para ninguém ...) inutilmente.
A campanha devia durar estrictamente o prazo estabelecido por lei. Só em "comezainas" irão gastar-se mais de 2 milhões de contos.

Talvez o "voto em branco" seja a melhor solução, ou então em Alegre, para termos a consolação de mandar o Soares para a 3ª posição. Já não posso ouvi-lo, nem vê-lo.
O que me dá mais gozo, é ver na TV as campanhas presidenciais, com o som desligado: a mímica, as caras (caretas que eles fazem) ,é de morrer a rir.

Bom fds (sem presidenciais).

 
Às 13 janeiro, 2006 17:40 , Blogger Isabella disse...

Bela técnica, Peter. Acho que te vou imitar e tirar o som :)
Quanto a Alegre, sempre me alegra com a sua veia poética :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial