sábado, janeiro 14

Não sei

Na 4ª F assisti na FCUL a um Colóquio sobre "A exploração do Espaço: Sonda NEW HORIZONS visita Plutão". Cheguei atrasado, felizmente. Não porque o Colóquio não se me perspectivasse bom, como foi. Começou às 15h e fomos corridos pelos funcionários da Fac às 20h, quando o Prof AMBaptista ainda ia lançado, no fulgor dos seus oitenta e tal anos. Falou de improviso, sem qualquer papel, projectando ocasionalmente uns transparentes para os quais quase nem olhava. Quem olhava para ele, embevecido e de boca aberta era eu. Aliás já tinha tido o prazer de o ter como Prof, quando fiz a Cadeira de Física Geral.

Intitulou a sua palestra de: "O Homem, a Ciência e o Universo", temas que me são caros e que eu já tenho abordado aqui muito superficialmente, de acordo com as minhas muito limitadas possibilidades.

Falou sobre o Big Bang, teoria inicialmente escarnecida, pois prevalecia então a Teoria do Universo Estacionário, defendida por um grupo de cientistas liderados por Fred Hoyle, que aliás lhe deu aquele nome depreciativo. Einstein também pensava que o Universo fosse estacionário, o que o levou a eliminar das suas equações a "constante cosmológica", facto que ele posteriormente viria a considerar ter sido o seu maior erro e o levou a reintroduzi-la novamente.

Há cerca de 3 ou 4 anos, o Hubble foi apontado para uma zona do espaço, onde não se via nada, onde não existia qualquer sinal. Mas havia. Havia galáxias a nascerem, era o Universo com 10% da sua idade e era o golpe mortal na Teoria Estacionária.

Perguntaram uma vez a St Agostinho " o que é que Deus estava a fazer antes de criar o Universo", ao que o Santo respondeu:

- "Estava a criar o Inferno para os que fizessem perguntas como essa".

.

5 Comentários:

Às 14 janeiro, 2006 11:34 , Blogger bluegift disse...

Olá Peter. Estou só de passagem pois, como sabes, não tenho tempinho nenhum para mais. Mas não resisti ;)
Parece-me que tanto o termo "estacionário" como "big bang" não foram bem escolhidos pelas respectivas teorias. Se falássemos em "big bangs" produzidos num universo "estacionário" estaríamos talvez mais próximos das descobertas mais recentes.
Há conceitos que já entendi melhor que hoje, nomeadamente o do cálculo da massa total do Universo. Nem percebo muito bem como é que na altura o entendi... deve ser do clima...
Abraço :).

 
Às 14 janeiro, 2006 14:06 , Blogger yatashi disse...

E eu venho só desejar um bom fim de semana

:)
Beijo

 
Às 14 janeiro, 2006 17:04 , Blogger Peter disse...

"bluegift", sempre defendi aqui que o "nosso" universo nasceu (Big Bang) duma "singularidade" surgida no UNIVERSO eterno e infinito, conceitos que o meu cérebro não abrange.
Mas eu sou um "Zero absoluto". Talvez seja de rapar o cabelo e vestir uma toga côr de açafrão.
A questão do cálculo da massa total do Universo é simples. Já falei do assunto, se não foi aqui foi noutra "geração" anterior do blog.

Sabes o que me dana?

Ser capaz de "enconcrar" 5h de colóquio de cientistas e, quando andava a estudar, não ficar cá nada.

Bem comido e melhor bebido (malte 12 anos) estou aqui a desejar-te um óptimo 1/2 fds.

 
Às 14 janeiro, 2006 17:05 , Blogger Peter disse...

yatashi, és sempre bem-vinda,
Bj*

 
Às 14 janeiro, 2006 19:48 , Blogger Heloisa B.P disse...

O que foi uma Bela e INteligente resposta de ST AGOSTINHO!

Para SI*, fica meu Abraco e um Sorriso! por ora, abstenho-me de fazer "alguma pergunta idiota"!!!!!

_Fique BEM, Peter! e...um optimo fim de semana! desejo o mesmo a BLUEGIFT e Todos que AQUI ESCREVEM(NO BLOG OU NOS "COMENTARIOS"!)!

Heloisa.
**********

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial