quarta-feira, novembro 9

Estratégia defensiva ... (caso 2)

Um presidiário, condenado a prisão perpétua por assassínio
em primeiro grau, consegue fugir da prisão ao fim de 25 anos.

Ao fugir, entra numa casa onde dorme um jovem casal.

O assassino ata o homem a uma cadeira e a mulher à cama.
A seguir, encosta o seu rosto ao peito da mulher, levantando-se de seguida e saindo do quarto.

Imediatamente, arrastando a cadeira, o marido aproxima-se da esposa e diz-lhe:

- Meu amor, este homem não vê uma mulher há anos. Eu vi-o beijando-te o peito e aproveitando ele ter-se afastado um pouco, quero pedir-te que cooperes com ele e faças tudo o que ele te pedir. Se ele quiser fazer sexo contigo não o evites e finge que gostas. Por favor, não o afastes. As nossas vidas dependem disso!!! Sê forte, minha linda, eu amo-te.

A jovem esposa diz ao marido:

- Querido, estou-te reconhecida por pensares assim!
Efectivamente este homem não vê uma mulher há anos. No entanto não estava
A beijar-me o peito. Estava a dizer-me ao ouvido que gostou muito de ti e perguntou-me se guardamos a vaselina na casa de banho. Sê forte, meu lindo, eu também te amo muito.


Conclusão:

Não estar verdadeiramente informado pode trazer sérios inconvenientes.
A informação actualizada e exacta é fundamental para sair com êxito de um ataque de concorrência desleal e assim evitar surpresas desagradáveis.

6 Comentários:

Às 09 novembro, 2005 11:52 , Blogger {-Sutra-} disse...

Risada geral, Peter. ;-)
O que serve para um, serve para o outro, não é? ;-)

Beijo doce

 
Às 09 novembro, 2005 14:26 , Blogger Peter disse...

sutra, "concorrência desleal" ?

 
Às 09 novembro, 2005 16:53 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Vai para aqui uns enganos!!!

Mas cheios de piada :)

Beijinhos

 
Às 09 novembro, 2005 19:16 , Blogger Peter disse...

betty, a tua foto embeleza sempre os coments

 
Às 09 novembro, 2005 21:50 , Blogger mfc disse...

Esta sim, é uma história moralista!

 
Às 10 novembro, 2005 00:56 , Anonymous Sonia disse...

Como dizemos aqui no Brasil, se a curra é inveitável, relaxe e goze.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial