sexta-feira, maio 31

A EFICACIA DE PAULO MACEDO


"Os gastos dos portugueses com medicamentos caíram 40 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano. Em 2012 já tinham gasto menos 190 milhões do que em 2011. Porque os portugueses consumiram menos medicamentos? Não, consumiram mais 200 mil embalagens no primeiro trimestre de 2013, em relação ao mesmo trimestre do ano passado, e mais 5 milhões em 2012, comparando com 2011. Só que o preço dos medicamentos baixou cerca de 20% nos últimos dois anos.

Estes dados foram revelados na terça-feira em Fátima, no Encontro Nacional da Pastoral da Saúde, pelo ministro Paulo Macedo. Mas esta informação teve escasso eco e pouco ou nenhum comentário na maioria da nossa comunicação social.
Será que só interessa acentuar o que é negativo? Até admito que, neste caso, surgissem reservas – por exemplo, das farmácias, cujas margens foram muito reduzidas. A verdade é que se trata de mais uma vitória do ministro da Saúde, que tem vindo a cortar despesa pública de forma discreta, sem contradições sucessivas, ouvindo as pessoas e com sensibilidade política e social. Houvesse mais ministros assim..."

 

(Francisco Sarsfielg Cabral in Página 1 de 30JUL13)

 

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial