sábado, maio 21

Debates televisivos

Com excepção de Jerónimo de Sousa, um homem gentil mas pouco habituado a estas andanças, o candidato Sócrates levou “tareias, atrás de tareias”, mas ontem com Passos de Coelho e principalmente no âmbito da Economia, chegou a ser penoso de se ver.
Como é possível aceitarmos que “o grande defensor do Estado Social, foi precisamente o mesmo que o amputou e faliu?” E como é possível assacar aos outros a responsabilidade pela crise internacional teimar a persistir entre nós, sem quaisquer perspectivas de recuperação, pois o Governo, nos últimos 2 anos não conseguiu (soube) estancá-la?
Voltámos ao tempo do Chefe do Governo = Governo = Portugal? “Quem não é por nós é contra nós”. Parece que sim. Já comecei a olhar à minha volta para ver quem me está a ver, ou quem me está a escutar. Sócrates nada me diz sobre o “meu” PS.

2 Comentários:

Às 21 maio, 2011 23:35 , Blogger Peter disse...

Escrevi "Passos de Coelho", que é como diz o meu neto, em vez de Passos Coelho. As minhas desculpas à pessoa, pois não foi intencional e emendar só a Blue é que sabe.

 
Às 22 maio, 2011 10:06 , Blogger bluegift disse...

Peter, o teu neto tem muita razão, o homem é mais "Passos de Coelho" que "Passos Coelho" :D

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial