segunda-feira, março 22

Água na Lua


Até recentemente pensávamos que a Lua era o lugar mais seco do sistema solar. Isso foi até os relatórios começarem a chegar. Começando com estimativas de quantias escassa na superfície, depois com maiores quantidades numa única cratera, e agora um radar da sonda indiana Chandrayaan-1, encontrou 40 crateras de gelo de água perto do pólo norte lunar, cada uma no mínimo com 2 metros de profundidade e num total de 600 milhões de toneladas.

As crateras estão assinaladas a verde na figura e se a água que contêm fosse convertida em combustível para foguetões, teríamos o suficiente para lançar o equivalente a um “omnibus” espacial por dia durante mais de 2000 anos.

Talvez venha a ser a morada dos vindouros.

5 Comentários:

Às 22 março, 2010 09:51 , Blogger vbm disse...

As descobertas da ciência não cessam de nos surpreender. Realmente, nos átomos de hidrogénio há a energia suficiente para muito movimento! Tens visto na RTP2 a série sobre a nanotecnologia, a modificação dos átomos de carbono a nível molecular, em dimensões de vários milésimos menores do que a espessura dum cabelo! Possível, p.e., a carroçaria de um automóvel muitíssimo mais leve e mais resistente ao choque do que o aço actualmente usado pela indústria!

 
Às 22 março, 2010 10:50 , Blogger antonio - o implume disse...

E petróleo?

 
Às 22 março, 2010 17:11 , Blogger Peter disse...

vbm

Vejo muito pouca TV e ando desligado do blogue.
Agora dedico o meu tempo livre ao "Facebook FarmVille", mas gostaria de passar a ver o programa. Não te importarias de me dizer o dia e hora em que passa na TV2? Agradecia.

A notícia que publico é muito recente: e-mail recebido da NASA, dia 19.

 
Às 22 março, 2010 17:17 , Blogger Peter disse...

antonio - o implume

O petróleo "já era", mas pode haver segundas intenções para os americanos virem anunciar aos quatro ventos que desistiam da Lua.

Talvez seja a água...

 
Às 22 março, 2010 19:49 , Blogger vbm disse...

Só vi ontem por acaso.
Volta dia 28.
aqui.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial