quinta-feira, julho 20

Quem deve a quem?


Como utilizador dos transportes colectivos nesta cidade de Lisboa, sou leitor assíduo do jornal "metro" de distribuição gratuita.
Na "crónica" de ontem, da autoria de José Judice, que escreve ali todas as quartas-feiras, é abordada a publicação ainda este mês, da lista dos contribuintes com dívidas ao fisco.

Teria o Governo colhido a ideia, vista já há tempo na TV, de pequenos comerciantes do interior que, fartos de terem credores que não pagavam, resolveram fixar na montra do estabelecimento a lista dos mesmos e assim conseguiram reaver na quase totalidade o seu dinheiro?
São as pessoas que compram "fiado" em pequenos lugares do interior e de bairros onde todos se conhecem, que vão comprar as coisas à loja e dizem para o dono: "aponta" e ele resignada e laboriosamente, escreve a lápis, que normalmente usa atrás da orelha, a importância e o nome do freguês no chamado "livro dos cães", porque uma compra sem pagamento se chama "um cão".

Mas reportando-me à "crónica" de Judice, este escreve que:

"Fica assim resolvido, graças à generosidade do eng. Sócrates, o sempre difícil problema do que fazer durante duas semanas de férias em casa, sem dinheiro para ir a lado algum."

As famílias terão ao seu dispor o inocente e pedagógico passatempo de espiolhar no dinheiro dos outros, o que duvido, porque não conheço as pessoas, não me regozijo com o mal alheio e os "tubarões" não se deixam apanhar numa rede tão fina, que só apanha peixe miúdo:

- pessoas a quem a vida correu mal, que têm negócios na falência, que perderam o emprego e que entre comprar comida e pagar a renda da casa, ou liquidar as suas obrigações fiscais, escolheram o que é humanamente razoável.

E o articulista termina de uma forma brilhante:

"Afinal, esta lista parece-me muito pouco importante. Mas tenho algumas ideias sobre umas listas que o Governo poderia disponibilizar on-line:
- a lista das pessoas e empresas a quem o Estado deve dinheiro;
- a lista dos processos há mais de cinco anos em tribunal;
- a lista dos rendimentos dos políticos;
- a lista das assessorias, lugares em conselhos de administração e "part-times" de autarcas, deputados, ministros e ex-ministros;
- a lista de familiares de políticos com empregos e assessorias no Estado e empresas públicas.


Isso sim, já me ocupava durante duas semanas de férias em casa."

6 Comentários:

Às 20 julho, 2006 10:53 , Blogger Tere disse...

Ora essa é que era... essa listagem não ia ocupar 2 semanas de férias.... ia ser muito mais tempo...
Andamos num país cada vez mais cinico e caótico...
BJokas

 
Às 20 julho, 2006 11:16 , Blogger bluegift disse...

Também não me parece muito boa ideia pois as consequências também são comerciais. No entanto, há muita boa empresa por aí que para sustentar vidas de milionário não paga ao estado. Aí, perdemos todos, sobretudo a raia miúda...

 
Às 20 julho, 2006 19:29 , Blogger herético disse...

Parece-me bem lista adicional. Ou há moralidade ou comem todos...

abraços

 
Às 20 julho, 2006 21:46 , Blogger Peter disse...

"tere"

Sou da mesma opinião:

"essa listagem não ia ocupar 2 semanas de férias.... ia ser muito mais tempo..."

 
Às 21 julho, 2006 00:48 , Blogger Ant disse...

Neste país "toda" a gente pensa que as coisas nascem de geração espontânea.
Mas não... é preciso bulir... a começar pelos vaidosos que passam o tempo sentados em S. Bento.

 
Às 25 julho, 2006 14:06 , Anonymous js disse...

...é de notar que há muita boa gente que tem uma série de diviadas e se apresenta sempre em bons carros e possuie boas casas e goza boas férias ...e não são uns infortunados a quem o azar bateu à porta... são empresários que ao terem esse tipo de actictude asfixiam a economia de outros empresários e consequentemente a economia nacional ...pois os casos para se resolverem em tribunal levam 5 ou mais anos até lá já faliu a emprese que deve e a empresa que é credora...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial