terça-feira, junho 6

Equívocos













Ou o olhar atraiçoado...


Atiraste-me um estalo que me deixou a bochecha vermelha.
Ainda por cima estávamos no meio do baile e no silêncio do intervalo da música.
Agarrei-te pela cintura e, ainda corado, beijei-te demoradamente, confundido pelo desejo e pela dor de te teres enganado.

Afinal o teu olhar tinha-te traído...
... vem então dançar, brincar e esquece simplesmente...

12 Comentários:

Às 06 junho, 2006 11:09 , Blogger MARTA disse...

O tango é uma dança de paixão - todos os sentidos estão em alerta.
Gostei do texto e da foto.
Um abraço
Marta

 
Às 06 junho, 2006 11:43 , Blogger bluegift disse...

hummm... arrebatador ;)

 
Às 06 junho, 2006 12:27 , Blogger Belzebu disse...

Um equivoco de paixão!

As danças latinas (apesar de não ser grande admirador) exaltam sempre a paixão e sublimam a sensualidade!

Saudações!

 
Às 06 junho, 2006 14:07 , Blogger LEONOR C. disse...

O tango é uma dança arrebatadora! O estalo não faria parte da dança?...

 
Às 06 junho, 2006 14:49 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Peter

O tango é uma música de origem negra. Primeiro era uma música profana, “com um ritmo bárbaro”, executada por tambores, atabaques e outros instrumentos membranófonos, acompanhada por um bater constante com as palmas das mãos e por um canto sincopado.

A dança era sincrónica, frenética, quase acto sexual. Eram os “candombes” dos negros de Buenos Aires, entre o meado e o fim do século XVIII, e também de Montevidéu, quando eram eleitos os reis e rainhas das várias “nações” (etnias) negras. Depois, como resultado do sincretismo de culturas africanas e europeias, houve uma espécie de abrandamento da música, do ritmo e da dança, o que resultou em uma ladainha, um embalo, quase música cristã: era a forma dos negros, escravos e libertos, participarem da procissão de “Corpus Christi”.

Depois houve uma outra transformação, de volta às origens africanas, agora uma procissão dançante, não religiosa, “os tambores”, que eram realizados todos os domingos e feriados. Era a festa dos negros de Buenos Aires, que durava de meio dia até altas horas da noite, na Praça da Vitória, à qual compareciam o Ditador Rosas, sua família e altos funcionários do governo.

(Numa pesquisa de trabalho (à uns tempos) sobre o Tango "saquei" este texto, que achei bastante interessante)

"O tango é um pensamento triste
que se pode dançar".


Beijinhos

 
Às 06 junho, 2006 14:57 , Anonymous Anónimo disse...

esquecer simplesmente, complicado isso, não?

*
lucia

 
Às 06 junho, 2006 15:51 , Blogger Ant disse...

Lucia, não é assim tão complicado. depende, claro do que está em causa.

Ah e o estalo faz sempre parte da dança.

Ah e a dança pode representar tantas danças...

 
Às 06 junho, 2006 15:51 , Blogger Peter disse...

"Betty" deliciamo-nos com a poesia que publicas no teu blog e aprendemos com os teus comentários.

Um bom dia para ti.

P. S. - O texto é do nosso companeiro António (ANT).

 
Às 06 junho, 2006 16:07 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Olá Ant.

O meu pedido de desculpas. Sinceros.
Foi mesmo uma distracção da minha parte.

Obrigada Peter

Beijinhos para ti e para o António

 
Às 06 junho, 2006 23:46 , Blogger {-Sutra-} disse...

Ant, se há dança que gosto de ver dançar bem dançado é o tango. Sensual, provocante, erótico, ou não fosse eu ligada à escrita mais erótica ;-)

Bj doce

Ao Peter, deixo um recado: não precisavas repetir a pergunta que já te tinha respondido. Pensei que o assunto estava findo, mas depois do comentário que me deixaste há pouco vejo que não (lol)
Mas já te deixei lá resposta.

 
Às 07 junho, 2006 00:16 , Blogger Peter disse...

"sutra", li a tua resposta e o assunto está findo.

 
Às 07 junho, 2006 00:35 , Blogger {-Sutra-} disse...

Quanto a mim já o estava, mesmo sem tu dares respostas ao que te disse.
Talvez porque não te convém muito ;-)
Mas quando te disserem o nome do autor de alguma coisa que publiques aqui, não te limites a ficar pelos comentários, corrige no próprio artigo. É uma atitude de respeito para com quem escreve.

Bj doce e até ao meu regresso :-)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial