terça-feira, março 7

Casou-se com cabra


Não não foi com esta. Esta é uma escultura de Picasso e parece que o mestre gostava mesmo muito do animal, a tal ponto que a imortalizou na obra que tive a oportunidade de fotografar, no Museu Picasso, em Paris.

Mas um sudanês foi obrigado a casar-se com uma cabra, depois do dono do animal o ter surpreendido a ter relações com o animal.
Alifi, o dono do caprino, levou o caso para ser apreciado por um conselho de idosos da vila onde reside e a assembleia decidiu que o indivído deveria não só pagar uma indemnização de 45 € a Alifi, como casar-se com a cabra.

7 Comentários:

Às 07 março, 2006 09:49 , Blogger Pdivulg disse...

Quantos e que animais estariam casados hoje? Galinhas, cabras, cães, cobras, etc... hehe... Que nojo pode chegar a mente humana.

 
Às 07 março, 2006 09:57 , Blogger MARTA disse...

Enfim, sem comentários!
Quanto ao mestre, não o aprecio muito.
Vi há alguns anos uma exposição dele na Suiça com a minha irmã, que morava lá e confesso que continuo sem o entender.
Bom dia, Peter.
Um xi
Marta

 
Às 07 março, 2006 10:41 , Blogger Peter disse...

"pdivulg" dou-te inteira razão. Julgo teres acabado com o "laços azuiz", não consigo aceder.

 
Às 07 março, 2006 10:43 , Blogger Peter disse...

Marta, a pintura ou se gosta, ou não se gosta

Um bom dia para ti.

 
Às 07 março, 2006 19:25 , Anonymous Maria Papoila disse...

Mas alguém perguntou à cabra se queria casar com o violador?

 
Às 07 março, 2006 22:06 , Blogger Peter disse...

"maria papoila", boa pergunta.

 
Às 08 março, 2006 02:20 , Anonymous Sonia disse...

Por acaso a cabra levou um dote?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial