quarta-feira, janeiro 18

Telefónica portuguesa promove campanha para novos assinantes

A Portugal Telecom está a promover uma interessante campanha para novos assinantes.
Entre os brindes mais cobiçados encontra-se uma lista de escutas de altas personalidades do estado e da vida pública portuguesa.
De realçar ainda a oferta generosa de escutas ao novo assinante que assim pode em tempo real saber o que vai ingerir Sócrates ao pequeno-almoço, a escapadela de Cavaco, ou mesmo as cambalhotas da Cinha Jardim.
Em relação a esta última a grande questão é saber quando se dará o acontecimento dado o estado de debilidade da pele. (O 24 Horas afirma que perdeu o nariz e que no seu lugar costuma usar um pedaço de borracha)

Sócrates mostrou-se satisfeito com as novas promoções da PT. “É uma ideia feliz. Assim saberei sempre onde se encontra o meu mais que tudo”, não sabendo nós o que isto quer dizer.

Já Cinha Jardim, resolveu processar a telefónica: “Era o que mais faltava”, afirma com ar de varina do mercado do Bulhão, “ser espiolhada por toda a gente. Ainda sou capaz de manter uma relação, embora reconheça que precise de cola aqui e ali.”

Porém, estas parecem ser personagens menores no grande Big Brother em que Portugal se vai converter.
Ficamos com curiosidade acerca das manobras do procurador-geral, mas nada nem ninguém pode suplantar as expectativas em relação a Isabel Angelino. Este vosso cronista já pediu à Portugal Telecom uma escuta privilegiada acerca das voltas desta assombrosa senhora.

Com quem dormirá ela? Será que dorme? Se não dorme o que faz no tempo passado na cama? Esta será de água? E se for, será enorme e redonda? Utilizará a mesa da cozinha?
Por todas estas questões ainda sem resposta, o InApto tentará trazer até aos seus leitores a verdade dos factos.
Sabermos que o nosso paginador se encontra escondido algures num quarto de um conhecido hotel lisboeta.

O InApto foi obrigado a interromper o trabalho porque uma mensagem urgente do nosso repórter no local garante que Isabel Angelino entrou em acção.

6 Comentários:

Às 18 janeiro, 2006 15:56 , Anonymous Anónimo disse...

´Como escritor és FABULOSO, seja em que género for.

E que tara pela Isabel Angelino... ;)

Margarida

 
Às 18 janeiro, 2006 16:09 , Blogger Ana disse...

Gostei do texto.E parece-me que a Isabel Angelino tem um admirador por estes lados... ;) lol

 
Às 18 janeiro, 2006 21:05 , Blogger Su disse...

ehehehe.. gostei de ler-te
jocas maradas

 
Às 18 janeiro, 2006 21:58 , Blogger contradicoes disse...

Bem sugerido. A PT se pegar sériamente
nesta possibilidade a concorrência que se cuide pois vão perder os assinantes
que se evadiram para poderem disfrutar
deste tipo de elementos comprometedores da classe política.

 
Às 18 janeiro, 2006 22:01 , Blogger Joaninha disse...

Era uma vez…
E a história continua, relatando que a joaninha vivia muito atarefada, sempre rodeada de papel e lápis e a escrever linhas e linhas cheias de palavras, palavras que apenas tinham um significado: sonhos… e depois, os sonhos como não são realidade, a joaninha ficava triste, muito triste e guardava o que ia escrevendo…. Também não falava ao telefone, porque tinha um daqueles que têm crivo, ou ela pensava que era desses e foi calando os seus sonhos…por isso lhe chamam preguiçosa…
Falaram-lhe que se estava a promover uma campanha para quem tivesse assinatura, para uso desses objectos com ouvidos extra… mas ela já tinha trocado de servidor…
Mas mesmo assim…está sempre esperando que alguém comente o pouco que fala… embora os assuntos sejam sobre filósofos, mas não desse, porque até lhe agrada em algumas coisas… mas nunca lhe respondeu a uma amistosa carta que lhe escreveu… a joaninha é mesmo azarada… só falta que as câmaras sejam robotizadas e nem no banheiro se esteja como se veio ao mundo… e a joaninha tira a bolas e depois?... detesto vestir o vermelho… a minha cor é o preto.
Um beijo e boa semana…

 
Às 18 janeiro, 2006 22:25 , Anonymous Maria Papoila disse...

Que bem tu escreves!
Beijo

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial