domingo, janeiro 29

A lojinha do Abdul

Um engravatado entra na lojinha do Abdul, no Martim Moniz em Lisboa, e
olha com desprezo para o balcão escuro e para as roupas penduradas em
ganchos.

Ao deparar-se com esta situação, o Abdul irrita-se com o desprezo do tipo,
e resmunga:

- Está a olhar para a loja do Abdul com cara de parvo porquê?
Com esta lojinha, Abdul tem apartamento em Cascais,
tem apartamento em Algarve,
tem casa no Chiado, tem quinta no campo,
tem filho a estudar medicina nos Estados Unidos,
tem filha estudando moda em Paris, tudo só com lojinha!

O tipo vira-se e diz:

- O senhor sabe quem eu sou? Eu sou fiscal das Finanças!

- Muito prazer! Eu o Abdul, o maior mentiroso do Martim Moniz.

(recebida por e-mail)

P.S. - Já basta de tristezas

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial