domingo, janeiro 20

Temporal e 1º Ninistro


Um forte temporal tem vindo a assolar o País, causando prejuízos de milhões de Euros, afectando gravemente a vida de milhares de famílias (especialmente na Região Centro onde 100 mil casas continuam sem electricidade), destruindo estufas de culturas (uma família calcula o seu prejuízo em 6 milhões de €s), milhares de automóveis danificados pela queda de árvores e cujos donos terão que suportar os danos, enfim um verdadeiro caos.
Esperava eu, na minha ingenuidade, que o sr 1º Ministro dirigisse uma palavra de conforto aos seus concidadãos, mas nada, nada de nada. O sr 1ºMinistro só se dirige a nós para exigir mais austeridade e maiores sacrifícios. Voltámos aos anos 40 em que havia a “Sopa dos Pobres”, agora em parte substituída pela Igreja e outras instituições não governamentais. Ainda existem autarcas, que não se endividaram a fazer rotundas e piscinas. Cito o caso de Elvas onde os alunos almoçam na escola e levam o jantar para casa.

Sr 1º Ministro deixe de pensar só em números e pense em nós como seres humanos, como velhos e pensionistas que não são só fontes de despesa. Eles foram também os que (infelizmente) o levaram ao Poder.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial