sexta-feira, maio 7

Empurrando passageiros para debaixo do Metro


No programa da manhã de hoje (07 Maio) da TVI, apresentado por Luís Goucha, Hernâni de Carvalho comentou o caso de uma senhora convidada, que é impressionante e demonstrativo de que o cidadão honesto e cumpridor é abandonado à sua sorte por uma Justiça que parece disponibilizar cada vez mais atenção e protecção ao acusado.

O filho da senhora, com uma situação económica difícil, foi deliberadamente empurrado para debaixo do Metro por um indivíduo, sem qualquer motivo, como se veio a apurar.
Mais, o referido indivíduo já na semana anterior causara a morte de outra pessoa com idêntica atitude, mas como não foi apresentada queixa, o mesmo encontrava-se em liberdade.
Desta vez foi levado a julgamento e condenado a 20 anos de prisão. Um bom advogado conseguiu a redução da pena para 13 anos, uma vez que “não havia qualquer motivo que levasse à prática do acto”.
À mãe não lhe foi prestado qualquer apoio, nem sequer de natureza psicológica.

Como o condenado já se encontra preso há 3 anos, agora, de acordo com a nova lei que permite a sua libertação ao fim do cumprimento de ¼ da pena e ainda de uma provável amnistia a conceder pela visita do Papa, em breve o teremos aí entregue ao seu passatempo de empurrar passageiros para debaixo do Metro.

Um conselho de amigo:
- afastem-se da linha amarela e só avencem para o Metro depois deste parado.

4 Comentários:

Às 08 maio, 2010 15:42 , Blogger JOY disse...

Amigo Peter,

Justiça neste pais só está ao alcance de quem tem muitos euros.

Um abraço
Joy

 
Às 08 maio, 2010 16:06 , Blogger heretico disse...

pois é - é fugir do amarelo! sempre

abraços

 
Às 08 maio, 2010 18:46 , Blogger antonio - o implume disse...

Todo este país devia de ser empurrado para debaixo do metro.

 
Às 09 maio, 2010 12:57 , Blogger Peter disse...

antonio - o implume

Se calhar para isso é que vão construir o TGV...

Estou farto destes "gajos" todos!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial