domingo, janeiro 10

Mania das grandezas

“Entre os europeus, os portugueses eram até há pouco (talvez ainda sejam) um dos povos com mais carros por cem habitantes. À nossa frente só a Itália e o Luxemburgo.
Ora uma tal densidade automóvel não é adequada ao nosso nível de riqueza, que está muito abaixo do que se regista na maioria dos países europeus.”

AUTOMÓVEIS DE LUXO
Porsche 911 - Preço 110.000€ - Vendidos em 2009 - 248 (+15,9%)
Ferrari 458 - Preço 200.000€ - Vendidos em 2009 - 31 (+93,8%)
Bentley Continental GT - Preço 225.000€€ - Vendidos em 2009 - 11 (+10%)
Aston Martin DB9 - Preço 229.000€ - Vendidos em 2009 - 26 (-7,1%)
Lamborghini Gallardo - Preço 245.000€ - Vendidos em 2009 - 4 (+100%)

De onde vem o dinheiro?

Não se venham queixar dos transportes colectivos. Fiz toda a minha vida de trabalho aqui em Lisboa andando neles e não morri e agora compro mensalmente o meu “passe social”.

10 Comentários:

Às 10 janeiro, 2010 17:20 , Blogger Meg disse...

Peter,

A propósito ou não, lembrei-me dos parques de estacionamento das universidades!
Vê lá do que havia de me lembrar?
Se calhar é porque quando olho para eles, faço a mesma pergunta que tu fazes. Será?

Uma boa semana.

Um abraço

 
Às 10 janeiro, 2010 17:21 , Blogger Fernando Vasconcelos disse...

Isto apesar do preço relativo dos automóveis face ao nível de vida ser muito maior em Portugal. Só contesto uma coisa Peter. Isto não significa que seja desadequado. Significa é que as pessoas dão MUITO mais importância ao carro do que outros países ... Não é por acaso que a Itália está à nossa frente ... By the way na lista total de países somos os 11ºs, há mais uns quantos à nossa frente.

 
Às 10 janeiro, 2010 18:33 , Blogger Peter disse...

Meg

Se calhar não vem a propósito, mas a antiga ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, foi nomeada para presidir à Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

Enfim, viu o seu esforço recompensado.

 
Às 10 janeiro, 2010 21:01 , Blogger Peter disse...

Fernando Vasconcelos

Concordo inteiramente:

"as pessoas dão MUITO mais importância ao carro do que outros países ..."

Mas parece que chegou a hora de "apertar o cinto" e definir prioridades, não?

 
Às 10 janeiro, 2010 21:28 , Blogger Fernando Vasconcelos disse...

Pois mas isso é relativo Peter. Cada pessoa deve por si definir as suas prioridades. Não há forma definir por mandato quais devem ser as prioridades dos portugueses. Cada um saberá quais estas são ... além de que o "apertar" do cinto não é forçosamente a forma de resolver o nosso problema, mas isso são contas de outro rosário. É um facto que de forma geral a forma de gerir o nosso orçamento tem muito mais a ver com as aparências do que com a necessidade ou o investimento ...

 
Às 11 janeiro, 2010 00:05 , Blogger Peter disse...

Fernando Vasconcelos

Não é a comprar carros de valor superior a 200.000€ e apartamentos de milhões de euros que se cria riqueza e se combate o desemprego.

Admiro aqueles que, madrugada fora percorrem as ruas de Lisboa com este frio intenso, socorrendo os "sem abrigo".

Estar aqui no quente, a falar de cátedra, como eu estou, é cómodo mas as minhas palavras não lhe levam o auxílio que eles necessitam.

E aqueles iguais a mim e que agora se encontram numa situação desesperada?

 
Às 11 janeiro, 2010 00:19 , Blogger vbm disse...

Esta superfície azul com escrita branca está muito agradável, legível e atraente. Parabéns!

 
Às 11 janeiro, 2010 00:45 , Blogger Peter disse...

vbm

Os parabéns são para a "blue". De vez em quando brinda-nos com estes mimos.

 
Às 11 janeiro, 2010 10:21 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Teriam razão os que desvaloriam relativamente parte destes números, não fosse dar-se o caso de, em muitos casos, esse dinheiro ser proveniente de oportunos esquemas fiscais (conheço o feliz proprietário de um iate que o tem em nome de uma imobiliária), esquecimentos de pagamento de contribuições à Segurança Social, salários de 350,00€ a costureiras em confecções de barracão e por aí!

 
Às 11 janeiro, 2010 14:52 , Blogger Peter disse...

Ferreira-Pinto

"Quem não rouba ou não herda, enriquece uma merda"

Estes "vivaços" é que os portugueses adoram.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial