quarta-feira, agosto 1

Jornalista portuguesa usa véu em Portugal ao entrevistar embaixador do Irão

Mas esta gente perdeu a cabeça?

Vejam a notícia:

Media: CDS-PP questiona critérios da RTP na entrevista ao embaixador do Irão
1 de Agosto de 2007, 18:56
Lisboa, 01 Ago (Lusa) - O CDS-PP questionou hoje os critérios editoriais que levaram uma jornalista da estação do serviço público de televisão a entrevistar em Lisboa o embaixador do Irão com a cabeça coberta por um véu.
"Os critérios editoriais do operador de serviço público de televisão têm obrigação de representar os valores do Estado de Direito democrático e do espaço de liberdades, defendendo a igualdade de direitos entre homens e mulheres", sublinhou a deputada do CDS-PP, Teresa Caeiro, em declarações à Agência Lusa.
Em causa está uma entrevista realizada em Lisboa pela jornalista da RTP Márcia Rodrigues a Mohammad Taheri, em que a entrevistadora surge de véu, roupa escura e luvas pretas.
"Quando uma jornalista portuguesa, em Portugal, e no exercício da sua função de jornalista do serviço público, se veste, voluntariamente, de acordo com as mais estritas imposições de um estado confessional islâmico está a desprestigiar o nosso operador público de televisão, a sua profissão e a menorizar os direitos das mulheres portuguesas", refere a deputada centrista.
Por estas razões, os democratas-cristãos aguardam que a RTP esclareça quais os critérios editoriais desta opção e ponderam entregar um requerimento na Assembleia da República pedindo explicações ao Governo, através do ministro Augusto Santos Silva, que tutela o sector.
"Não esquecemos que estas imposições de vestuário simbolizam a humilhação, o desprezo e a repressão, por uma polícia religiosa, dos mais elementares direitos das mulheres, passando uma mensagem que em nada traduz os valores portugueses de Estado de Direito Democrático em que vivemos", concluiu.

Estou plenamente de acordo com a posição do CDS (coisa rara mas possível...)!

E ainda há quem defenda estes jornalistas de pacotilha, verdadeiros ignorantes e histéricos que polulam actualmente na televisão portuguesa. Mas não há ninguém que os envie para a BBC, TV5, CNN ou afim para aprenderem a profissão?

4 Comentários:

Às 02 agosto, 2007 01:47 , Blogger Peter disse...

Muito bem minha cara "bluegift". Concordo plenamente contigo e associo-me ao teu protesto.

Rastejando, rastejando, como nos é peculiar. A mesma atitude de altos responsáveis que não utilizam a nossa língua quando em actos formais.
Será para demonstrarem que sabem falar inglês?

O eterno sentimento de inferioridade.

Aliás, esse sentimento a respeito do Islamismo, funciona só num sentido:
- nós lá, especialmente as mulheres, temos de observar as rígidas normas sobre vestuário e outras;
- eles cá, impõem-nos também essas normas e nós, rastejando, aceitamo-las.

É caso para dizer aquele velho ditado que traduz bem a nossa ancestral sabedoria popular:

"Quem muito se abaixa o c... lhe aparece".

 
Às 03 agosto, 2007 23:40 , Blogger Peter disse...

Minha cara amiga, ninguém te responde.
Então se aparecesse aí algum fundamentalista a atentar contra alguém que te responda?
É uma chatice, não é?

Ainda por cima quem levantou o problema foi o CDS. Tu sabes, eu sei, que nunca nenhum de nós votou neles, mas aqui têm carradas de razão.

Mas o que queres?

Estamos protegidos pela Nossa Senhora de Fátima e nada nos acontecerá. Aconteceu nos EUA, em Espanha e em Inlaterra. Aqui não. Estamos protegidos por um "escudo invisível".
O que vale é que já cá não estarei para ver a minha neta de "burka".

 
Às 04 agosto, 2007 09:32 , Blogger António disse...

Que diabo!
A Márcia converteu-se ao islamismo!
Tem esse direito, não tem?
ah ah ah

Beijos

 
Às 04 agosto, 2007 16:23 , Blogger Peter disse...

António

Não sei quem é a Márcia, mas desde que ela não ponha um cinto de bombas e se faça explodir num local em que eu esteja, tudo bem.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial