quinta-feira, fevereiro 1

O PORTO: O MORRO E O RIO (à margem de uma filmagem) - 4º EPISÓDIO: NO CIMO DAS ESCADAS

E aqui, no cimo das Escadas do Colégio, chegamos a uma janela privilegiada sobre um Porto que se estende, como massa compacta de telhados, a ocidente do morro.
Mas tanta coisa existe ainda que os telhados não deixam ver…Ou tanta coisa que já desapareceu e onde se voltou a construir, nuns casos com respeito pelo passado, noutros como se as pedras existentes fossem apenas um obstáculo ao alargamento de uma
viela que foi sempre estreita, ou alinhamento de uma rua que foi sempre torta.
Sente-se aqui o nascimento de uma cidade, que sai do seu primitivo Castelo, Portucale - onde os fidalgos já não entravam – e salta os limites da sua Cerca Velha para ocupar o novo espaço que as Muralhas Fernandinas, mais tarde, lhe proporcionaram.



A fachada da Igreja dos Grilos é o taipal que nos baliza a visão pelo lado esquerdo; as traseiras da primeira casa da Rua das Aldas estabelecem o limite do lado direito.
Olha-se para o Rio e pressente-se a cidade baixa, ribeirinha, começando a afirmar-se nos inícios do século XIV. Antes, tudo aquilo era um descampado, a Redondela, nas faldas da Colina de Belomonte, onde se erguia o Mosteiro de S. Francisco e a sua Igreja, de costas viradas para a Sé, como resposta pelas dificuldades levantadas pelo Bispo, D. Pedro Salvadores, aquando da instalação da Ordem na Cidade.
O tom severo da estrutura gótica da Igreja contrasta com a linha neoclássica do Palácio da Bolsa, edificada nos terrenos do Mosteiro, que a Artilharia de D. Miguel, durante o Cerco, do outro lado do Rio, se permitiu incendiar.

Olhando agora para o outro lado, temos este mar de telhados dominados por duas Igrejas: lá no alto, a Igreja paroquial de Nossa Senhora da Vitória, silhueta elegante a projectar-se no horizonte; lá no fundo, a de S. João Novo, com as duas grandes Torres a merecerem um contraste que a encosta do outro lado do rio lhes não permite.
Daqui não dá para se ver a fachada: é irmã gémea desta. Até com a mesma orientação.




Também não se vêm, mas estão lá, dali até ao Rio, escondidas mas ainda preservadas, quase encostadas ao lado mais distante da Igreja… É isso mesmo: o troço do Caminho Novo das Muralhas Fernandinas, entre a Porta da Esperança e a Porta Nobre, únicas que ainda resistem, juntamente com os Guindais.
Fronteira com Miragaia, era o remate ocidental da Muralha, terminando na sua Porta Nobre, lateral, por onde entravam Bispos e Reis, a quem se entregava a chave da Cidade. E assim foi com D. João I, na sua primeira visita ao Porto, antes de Aljubarrota, que desde ali sentiu que bem podia contar com uma cidade que não queria ser castelhana.
O outro troço sobrevivente, o dos Guindais ou Santa Clara, ganhou o estatuto de símbolo da cidade, no enfiamento da velha ponte de D. Luís, que se tornou, ela própria, uma outra Porta Nobre. E que continua a sê-lo.

No próximo episódio vamos continuar por aqui. E você continue também, se não quer perder o fio à meada.

(continua)

Colaboração de Fernando Novais Paiva, autor do texto e das fotos.

Etiquetas:

23 Comentários:

Às 01 fevereiro, 2007 11:08 , Anonymous Anónimo disse...

Claro que não vou perder o fio à meada........
O texto é uma beleza e as fotos também.
Bom dia, Peter.
Obrigada pela visita ao meu blog e eu sei, lembro-me e nunca o esquecerei.
Beijos e abraços
Marta

 
Às 01 fevereiro, 2007 15:24 , Anonymous Anónimo disse...

deliciosas fotos, Peter:) continuarei a ler, por é impossivel perder o fio à meada.
é demasiado interessante para acontecer tal coisa

beijinho,
lúcia*

 
Às 01 fevereiro, 2007 15:43 , Anonymous Anónimo disse...

Peter:
Continuarei a ler deliciada e as fotos estão maravilhosas. O Porto nos dias de Sol como o de hoje, tem uma luz que lhe é própria.
Beijo

 
Às 01 fevereiro, 2007 16:43 , Blogger Peter disse...

Marta, estive no teu blog, mas não consegui comentar.
Aqui é mais fácil encontrar-te do que "atravessar o dourado do sol
e mergulhar no prateado da lua..."

Obrigado pela visita.

 
Às 01 fevereiro, 2007 17:21 , Anonymous Anónimo disse...

Peter,
agradeço a preocupação, mas as minhas palavras não passam disso mesmo, palavras:)

beijinho*

P.S. sou feliz;)

 
Às 01 fevereiro, 2007 19:58 , Anonymous Anónimo disse...

E aqui estou eu às escondidas, pois "a ira dos Deuses convém não atrair..." para te dizer que os problemas no meu blog parecem estar resolvidos e a porta está novamente aberta...
Até logo
Beijos e abraços
Marta

 
Às 01 fevereiro, 2007 20:40 , Anonymous Anónimo disse...

Continuo a adorar. Beijos.

 
Às 01 fevereiro, 2007 22:00 , Blogger bluegift disse...

Estas crónicas estão excelentes, Peter, parabéns a ambos, quer pelo taexto quer pelas fotos.

 
Às 01 fevereiro, 2007 22:01 , Blogger bluegift disse...

(porque é que vocês estão todos anónimos ?)

 
Às 01 fevereiro, 2007 23:42 , Blogger Peter disse...

"BLUEGIFT"

A instalação do "update" levou a isso. Os nomes desapareceram e ficaram todos em "Anonymous".

É NECESSÁRIO, QUANDO ESCREVEREM O COMENTÁRIO, DEIXAREM O VOSSO ENDEREÇO GOOGLE ONDE ANTES ESCREVIAM O USERNAME

 
Às 01 fevereiro, 2007 23:53 , Blogger Peter disse...

AINDA SOBRE OS COMENTÁRIOS:

Se o v/servidor não é o Blogger, continuem como até aqui.

Se não têm blog, deixem o nome, ou nick, ou username, para nós depois podermos responder.

Desculpem o incómodo, mas a culpa não é nossa.

 
Às 02 fevereiro, 2007 00:58 , Blogger Betty Branco Martins disse...

Peter

Muitos Parabéns por este trabalho. Está excelente!

quase que se sente______________os aromas__________

Beijinhos

 
Às 02 fevereiro, 2007 08:56 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Pelo e-mail que recebi já tinha percebido que tinhas feito o upgrade do Blogger.
Uma série de chatices, não é?
Vamos pressionando os tipos para ver se eles corrigem as deficiências o mais depressa possível.
Deixei lá um protesto em que revelava dois problemas e alguém comentou:
"Só dois? Você é um felizado!"
O Blogger/Google ainda vai ter muito que trabalhar para afinar o New Blogger.
Agora não tenho tempo de ler o texto sobre o Porto.
Voltarei quando estiver menos pressionado.

Um abraço

 
Às 02 fevereiro, 2007 12:13 , Blogger bluegift disse...

Peter, eles obrigam-nos à inscrição no google. Estão a transferir o antigo sistema em completo para o novo. Lembra-me os problemas informáticos com a passagem ao ano 2000 :P é só bugs !!! Mas a Heloisa não teve problemas, será por escrever sem acentos?

 
Às 02 fevereiro, 2007 12:14 , Blogger bluegift disse...

E a Betty apareceu, sem problemas.

 
Às 02 fevereiro, 2007 12:54 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Já li a 4ª parte da colecção sobre o Porto antigo.
Um magnífico documento!

Disseste no meu blog que já tinhas resolvido todos os problemas com o upgrade, mas eu vejo aqui muitos anónimos.
Portanto essa questão não está resolvida.
Mas, depois, mando-te um e-mail sobre o assunto, ok?

Um abraço

 
Às 02 fevereiro, 2007 14:24 , Blogger Peter disse...

"bluegift", houve problemas em aceitarem a password, mas agora está tudo OK nos dois blogs.

 
Às 02 fevereiro, 2007 14:29 , Blogger Peter disse...

António

Vês "anónimos" que passaram a tal quando fizemos o "update".
Não os verás se as pessoas que comentam procederam de acordo com o que digo acima e que volto a repetir:

A instalação do "update" levou a isso. Os nomes desapareceram e ficaram todos em "Anonymous".

É NECESSÁRIO, QUANDO ESCREVEREM O COMENTÁRIO, DEIXAREM O VOSSO ENDEREÇO GOOGLE ONDE ANTES ESCREVIAM O USERNAME

 
Às 02 fevereiro, 2007 17:17 , Blogger Heloisa B.P disse...

BELISSIMAS FOTOS E EXCELENTE O *TEXTO*!!!!!
Virei ler o seguimento!
PETER*, Meu Caro AMIGO*, perdao e perdao mil vezes pelas minas visitas tao espacadas no tempo!!!!
IMPERDOAVEL NAO TER VISTO A CARINHOSA LEMBRANCA ACERCA DO ANIVERSARIO DE MEUS BLOGUES!
Acabo de deixar LA' mensagem de AGRADECIMENTO!
As palavras sao insuficientes, porque nunca expressam a dimensao da minha GRATIDAO E ALEGRIA!
OBRIGADA *ANA* MINHA AMIGUINHA!
OBRIGADA *PETER* MEU BOM AMIGO!

FICA UM ABRACO FRATERNO!
Resto de BOM DIA!
Sua (Vossa),
Heloisa
**********

 
Às 03 fevereiro, 2007 11:31 , Blogger Gata Fedorenta disse...

Ai "carago, carago"...
O Dr. Paiva sabe mesmo muito...
mas mesmo, mesmo muito sobre a nossa "Imbicta".
"Bocês" ides "ber"...
Qualquer dia "bai" dizer-nos qual foi a "porta" onde nasceu o Futebol Clube do Porto e qual a "porta" por onde o Pinto da Costa, nosso Presidente, não há-de sair....
"Cais" Carolina, "cais quê"...
Boa "bai" ela...
"Bibó" FCP..
Desculpem a galhofa, mas como isto é uma espécie de "magazine"...

Saudações da Gata Fedorenta

 
Às 03 fevereiro, 2007 16:19 , Blogger Peter disse...

"Gata fedorenta", tens razão,isto é uma espécie de "magazine"...

Quem é o Pinto da Costa?

 
Às 03 fevereiro, 2007 19:44 , Blogger Gata Fedorenta disse...

Sabes,Peter, Pinto da Costa é aquele "Grande Português" que com o cognome de "Conquistador" "bai" conquistando todos os mouros. Tás a "ber"? Ó ignorante,(sem ofensa.)...
Saudações amigas
gata fedorenta

 
Às 07 fevereiro, 2007 14:25 , Blogger Dilma Nicolau disse...

Não, não perdi o fio à meada...até porque enquanto espero o novo capítulo escrito pelo Dr. Paiva vou-me entretendo a fazer "crochet" com o fio que já nos deu e que nos despertou tanto interesse pela história do nosso Porto. Farei uma manta para me agasalhar com as recordações do passado.
Continue Dr. Paiva, aguardo com interesse o próximo episódio.
Saudações Cibernauta D

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial