terça-feira, agosto 15

O universo físico NÃO existe independentemente do pensamento dos participantes


"Até à descoberta da teoria quântica moderna neste século, acreditava-se que o universo e os nossos pensamentos sobre ele eram coisas totalmente distintas. A física quântica mostra-nos que aquilo que visualizamos é aquilo que vemos. Por outras palavras, os nossos pensamentos sobre o mundo encontram-se relacionados, a um nível fundamental, com o modo como o mundo se nos revela. A relação entre pensamento e "realidade" é, contudo, muito subtil. Não podemos dizer simplesmente que a cadeira onde me sento é constituída por minúsculos átomos esféricos em perpétuo rodopio. Na verdade, só depois de os começarmos a procurar é que podemos dizer que os átomos existem realmente. Como é isto possível? Bem, em primeiro lugar, os átomos não possuem contornos bem definidos. Estes pequenos objectos indistintos só nos começarão a revelar os seus contornos se executarmos sofisticadas experiências que efectivamente destroem a cadeira.

A física quântica ensinou-nos que NENHUM objecto possui contornos bem definidos. Se conseguirmos imaginar a cadeira existindo independentemente de nós apenas por um momento, também os seus contornos se tornariam indistintos! Porém, esta distinção só começaria a tornar-se aparente ao fim de muito tempo; seriam precisos mais de 10.000.000.000 (10 mil milhões) de anos para a cadeira se desvanecer por completo. Porém, no caso de um átomo isolado, o caso muda totalmente de figura. Minúsculo como é, ele demora apenas 0,000.000.000.001 (1 bilionésimo) de bilionésimo, de segundo a desvanecer-se e a tornar-se indistinto, continuando a dissipar-se até nós surgirmos e o observarmos. Nesse momento, e dependendo da natureza da experiência que estivermos a executar, o átomo reduz-se novamente até ao seu tamanho original. * Imaginem só: sem a nossa presença, todos os átomos começariam a dissolver-se no universo a um ritmo alarmante. Somos nós que, ao decidir não procurar os átomos de muito perto, lhes permitimos fundirem os seus contornos o suficiente para formarem uma cadeira. É por esta razão que dizemos que o universo físico não existiria sem os nossos pensamentos sobre ele. Sem as nossas observações e pensamentos quanto àquele objecto ser uma cadeira, pois ninguém vai ficar à espera durante dez mil milhões de anos.

Outro modo de referir esta imprecisão é chamar-lhe “princípio de incerteza”. Muito resumidamente, este princípio diz que não podemos conhecer simultaneamente tanto a posição como o percurso de um objecto em movimento. Se determinarmos um destes atributos com perfeita exactidão, fá-lo-emos sempre à custa do outro. Assim, por mais exactas que possam ser as nossas observações, o mundo é sempre algo incerto.”

(*) – Na física, esta escolha de experiências” recebeu o nome de “complementaridade” querendo dizer que existem sempre dois modos complementares de determinar o comportamento de um átomo; ele pode comportar-se como uma onda ou pode comportar-se como uma partícula.

Nota da contracapa:

Esta é uma das obras mais inovadoras já publicadas sobre a unidade cósmica, a teoria científica e a natureza da consciência. Usando desenhos imaginativos e comentários reveladores, “Espaço-Tempo e Mais Além” traduz os mais difíceis conceitos da física moderna e os feitos “inexplicáveis” da psicologia paranormal em ideias claras e compreensíveis, fazendo a ligação entre a experiência mística milenar e as mais recentes descobertas da física quântica e relativista.

“NÓS COEXISTIMOS NUM NÚMERO INDETERMINADO DE UNIVERSOS”

(“Espaço – Tempo e mais além – Para uma explicação do inexplicável”, Bob Toben e Fred Alan Wolf, em conversa com físicos teóricos)

Etiquetas:

7 Comentários:

Às 15 agosto, 2006 10:36 , Blogger augustoM disse...

Antes de mais quero agradecer a dedicatória do texto. A Física Quântica é a física das probabilidades, e não das realidades. A afirmação de que o universo físico não existe independentemente do pensamento dos participantes, já não é nova, a sua antiguidade remonta a alguns milénios. Encontramo-la em alguns pensadores gregos, e na base de sustentação de algumas milenares teorias religiosas orientais.
É o nosso sensitivo que dá forma ao mundo que nos rodeia, ou seja, o mundo é aquilo que pensamos. Seguindo este raciocínio, a existência é uma abstracção consubstanciada por ele, divergindo de pensador para pensador, do que resultará tantas “realidades” quantos os pensadores.
O pensamento por seu lado, é o resultado de uma associação de ideias, que se vão adquirindo progressivamente, do que se deduz, ser impensável aquilo para o que não existe a ideia, ou mais concretamente, nada pode ser imaginado que não possa ser percebido pelo nosso sensitivo. Aqui temos o nosso amigo Platão.
Quando se fala de extraterrestres, todas as suas representações são feitas a partir de ideias conhecidas, não conseguimos imaginá-lo de outra forma, ou melhor sem forma.
Tudo pode existir sem ser percepcionado do nosso sensitivo. A teoria dos mundos paralelos
A Física Quântica é a “janela” para a compreensão do impensável, a dissolução de todos os átomos, até atingirmos um estágio em que a existência é a própria inexistência, onde o infinito não existe, e a criação é um acto redutor do pensamento.
Meu caro Peter, este é um tema que tem tanto de complexo como de apaixonante, em que as palavras são insuficientes para expressarmos o nosso sentir, a telepatia era a comunicação ideal.
Excelente o seu texto.
Um abraço. Augusto

 
Às 15 agosto, 2006 10:42 , Blogger Luna disse...

É um texto óptimo, dá muito que pensar, então também se pode dizer que o mundo não existe, pois tudo o que vinos também não é real não passa de uma projecção da mente como uma foto, assim tudo é ilusorio, somos simples ilusão.
beijos

 
Às 15 agosto, 2006 11:05 , Blogger MARTA disse...

O texto é bastante interessante, Peter.
Obrigada pela partilha.
Quanto ao teu comentário, só estive nos Jardins, porque com um dia tão agradável, perder aquela luz seria imperdoável.
Beijos e abraços
Marta

 
Às 15 agosto, 2006 11:36 , Blogger Peter disse...

Augusto

O seu texto é óptimo e completa este meu extracto, pois o meu amigo acrescenta-lhe a achega importante da Filosofia, que me falha.

É como diz:

"este é um tema que tem tanto de complexo como de apaixonante, em que as palavras são insuficientes para expressarmos o nosso sentir"

Bom feriado.

 
Às 15 agosto, 2006 12:05 , Blogger Peter disse...

"Luna", certo, pode dizer-se e há muitos físicos de grande categoria internacional que o dizem.
Meras especulações? Talvez, mas são com estas especulações que "o mundo pula e avança".

Se tiver uma fotografia holográfica e a rasgar em vários pedaços, cada um deles reproduz-lhe o todo inicial.
Stephen Hawkings, o físico que apenas comunica connosco através de um dedo, o que não o impediu de ser até hoje o único cientista que herdou a cadeira de Newton, admite no seu livro: "O Universo numa casca de noz", a possibilidade de armazenar toda a informação relativa ao espaço tridimensional de uma região fechada do espaço, como é a área do horizonte de um buraco negro, na fronteira bidimensional deste, tal como sucede numa imagem holográfica pelo que, num certo sentido, o mundo seria bidimensional. (!?)

 
Às 15 agosto, 2006 12:07 , Blogger Peter disse...

Marta, se só estiveste no jardim está bem ...

Bom feriado

 
Às 15 agosto, 2006 15:19 , Blogger Heloisa B.P disse...

OBRIGADA, MEU CARO AMIGO!_Obrigada pela gentil isita e, pela publicacao das belass Fotos de sua autoria!
Quando demoro um pouco mais a regressar a um ESPACO que me da' tanto Prazer, ja' sabe que isso se deve a minha impossibilidade (minha saude anda um dia para a frente e meia-duzia para tras!); pois meu desejo e' estar aqui diariamente (ou quase) como o fazia outrora!
_LEIO TUDO o que vai ficando atrasado para mim, mas, nem sempre deixo visivel a minha presenca porque, me e' dificil escrever e, acabo por me tornar repetitiva (falta de criatividade) e aborrecida!
RENOVO MEUS AGRADECIMENTOS! SUA PRESENCA em meu, quase abandonado, espaco, deixou-me bem feliz_DEIXA SEMPRE_!
Aceite meu fraterno abraco!
Heloisa.
(Vou continuar a leitura e, ver as FOTOS que ainda nao tive oprtunidade de ver!...)

ATE' SEMPRE!_devagar, mas...VOLTAREI!
*******************

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial