quinta-feira, maio 18

PDI (Porra Da Idade)


De acordo com os ecologistas e defensores do ambiente, todos nós que nascemos nos anos 60, 70 e princípio de 80 não devíamos ter sobrevivido até hoje,porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas com cores bonitas em tinta á base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos.

Não tínhamos frascos de medicamento com tampas "á prova de crianças" ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas. Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags - viajar á frente era um bónus. Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem.

Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora. Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que nos tínhamos esquecido de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado, aprendíamos.

Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes do escurecer. Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso. Não tínhamos Play station, X Box. Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet. Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua.

Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos, mas sempre sem processos em tribunal. Brigávamos, mas não éramos processados e batíamos ás portas dos vizinhos, fugíamos e tínhamos mesmo medo de ser apanhados.

Íamos a pé para casa dos amigos. Acreditem ou não íamos a pé para a escola; não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem. Criávamos jogos com paus e bolas. Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem, eles estavam do lado da lei. Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre. Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas. Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo.

És um deles? Parabéns!

(recebido por Email, mas com adaptações)

26 Comentários:

Às 18 maio, 2006 09:23 , Blogger Pdivulg disse...

Pois sou... Nasci nos anos 60, não havia telemóveis para a mãe saber onde estávamos... jogando ao berlinde no chão...

 
Às 18 maio, 2006 09:36 , Blogger augustoM disse...

Não batiamos nos professores, mas quando eramos mal educados levavamos umas lambadas dos nossos pais. Não tinhamos tudo, mas o que tinhamos era tudo para nós. Eu nasci nos anos 40, duvido que sejam agora mais felizes do que eu fui. Somos as gerações da modernidade que aumentou a esperança de vida, será que as de agora irão durar tanto tempo.
É tudo uma questão de necessidade consumista.
Um abraço. Augusto

 
Às 18 maio, 2006 10:32 , Blogger Peter disse...

"pdivulg" pião, bola de trapos ...

Estive no teu blog. Muito oportuno o teu artigo sobre "os muros".

Abraço

 
Às 18 maio, 2006 11:07 , Blogger Peter disse...

Augusto
O "divórcio" de gerações é um facto resultante de mudanças de conceitos e de formas de viver. Não somos "donos" dos nossos filhos, mas somos culpados de não lhe darmos a atenção e o carinho que merecem. A necessidade de trabalhar cada vez mais (e ambos os pais) leva a isso. Por vezes se prescidissem de certos bens materiais, talvez não se tornasse necessário.
Depois, bem, depois compram-se os filhos com "gameboys" e toda essa "parafernália" ...
Lamento os que vão morrer jóvens, nas malhas da Sida e da droga e nós, nós todos, somos os responsáveis por essas mortes.

 
Às 18 maio, 2006 11:46 , Blogger MARTA disse...

Verdade - nasci nos anos 60 (faço anos para a semana) e ia a pé para a escola, nas férias, lá em cima em Chaves, passava o dia inteiro na rua a brincar com os meus amigos, comia onde calhava, etc.
Estou bem viva e o gosto pelas caminhadas ficou-me.
Gostei muito.
Obrigada, Peter - ainda não decidi o que fazer, provavelmente acrescentar o bolo de aniversário aos scones e ao chá.
Não preciso de repetir o convite - és da casa.
Um abraço
Marta

 
Às 18 maio, 2006 14:32 , Blogger Peter disse...

"marta", deixo já aqui os meus parabéns antecipados.
Agradecemos a fidelidade com que nos visitas e, quanto ao chá, não aprecio muito. Por certo não te faltam amigas/os com que festejar.

Um bom dia para ti.

 
Às 18 maio, 2006 15:10 , Blogger Ant disse...

Arranhei os joelhos, parti a a cabeça (daí ser assim...), caíd e bicicleta, andei ao soco, enfim estroinices proibidas nos PCs.

 
Às 18 maio, 2006 15:15 , Blogger MARTA disse...

Eu ofereço chá, porque não gosto de bebidas com alcool.
Também gosto muito de estar aqui - um prazer conversar contigo. Sem esquecer o Ant e a Bluegift, claro está
Um abraço
Marta

 
Às 18 maio, 2006 17:33 , Blogger amita I disse...

Olá Peter. Também brincava fora de casa, com os primos, irmãos, amigos, enfim toda a malta. O que mais adorava era, quando chegava o bom tempo, as passeios que dávamos e pé. Ainda me lembro da palmatória colocada na mesa para impor respeito e comermos a comidinha toda (lol), ainda bem que nunca foi utilizada. Televisão? Essa era só para os adultos. Acho que éramos mais felizes e aprendemos a enfrentar vida melhor.
Um bjo e uma flor

 
Às 18 maio, 2006 17:52 , Anonymous MEDUSA disse...

É verdade... consegui sobreviver!!
E passei por coisa bem piores do que estas!!
Parabéns pra mim!!!
Hehehehehe...

Beijos

 
Às 18 maio, 2006 21:40 , Blogger Peter disse...

"amita", sobretudo e como dizes:

"aprendemos a enfrentar melhor a vida"

Beijo*

 
Às 18 maio, 2006 21:54 , Blogger Peter disse...

"medusa", estive no teu blog e deixei comentário: simples, pois estes blogs com "segredos" são complicados.
É um bom blog, graficamente perfeito, com boa musica e cujo conteúdo irei ter tempo para ler, pois vou inclui-lo nos n/links.

 
Às 18 maio, 2006 22:06 , Anonymous MEDUSA disse...

Olá Peter!
Obrigada pela visita, mas não tenhas medo de falar, porque ali não há segredos nenhuns...
É tudo muito simples até!
Beijinhos

 
Às 18 maio, 2006 22:07 , Blogger a sua vizinha disse...

Ó vizinho, no meu tempo levantávamo-nos quando o professor entrava ou passava por nós, pedíamos licença para ir ao cinema, não pisávamos o risco senão levávamos nas fuças e o respeitinho era muito bonito. O que não quer dizer que não fizessemos as nossas malandrices! Mocidade é mocidade! Mas eu cheguei muito mais cedo...

 
Às 18 maio, 2006 23:40 , Blogger dulce disse...

Tb recebi ,mas com bonecos. A adaptação está óptima e SIM, tb sou um deles, mas como sou menina e me portava bem não fiz metade do que dizes aí :-)))
Beijos.

 
Às 19 maio, 2006 00:13 , Blogger lazuli disse...

olá Peter, espero que a abóbora ainda não te tenha levado.
Do teu post destaco...

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que nos tínhamos esquecido de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado, aprendíamos.

Exacto. Com 3 irmãos (do sexo masculino) era o que fazia, na encosta da Calheta onde é hoje a Casa das Mudas.

Um beijinho*

 
Às 19 maio, 2006 00:57 , Blogger Peter disse...

"Medusa", já constas dos n/links.
Quando eu escrevi "segredos", queria referir-me a essas complicações das autenticações dos comentários.

 
Às 19 maio, 2006 01:29 , Blogger Peter disse...

Olá "vizinha"!
A morar aqui ao pé e não a conhecia ...

 
Às 19 maio, 2006 01:36 , Blogger Peter disse...

Dulce, mas saltavas à corda e brincavas com bonecas de trapo, não era?

 
Às 19 maio, 2006 01:46 , Blogger Peter disse...

Fernanda
Carrinhos de rolamentos na encosta da Calheta!

Com três irmãos, deves ter tido uma infância "movimentada".

Que tenhas uma boa 6ªF. Beijo*

 
Às 19 maio, 2006 02:18 , Blogger Helder Ribau disse...

é optimo estar neste espaço... é lindo o blog

 
Às 19 maio, 2006 09:05 , Blogger Peter disse...

"helder ribau", obrigado pela tua visita e pela referência positiva que fazes ao n/blog.
Interessante o artigo "Sandwich da vida" que publicaste no teu blog. Deixei comentário, mas com estes sistemas de "defesa" dos mesmos, de que eu desesti por serem complicados, limitando-me a apagar o "spam", nunca se sabe se o mesmo é publicado, ou não.
Vai aparecendo.

 
Às 19 maio, 2006 11:46 , Blogger Belzebu disse...

Excelente!

Felizmente sou um desses que cresceu fazendo tudo errado! E como me sinto feliz por isso! Gostei do espaço e vou voltar!

Saudações!

 
Às 19 maio, 2006 17:54 , Blogger Peter disse...

"belxebu", está visto:

- vais para os n/links

 
Às 19 maio, 2006 19:44 , Blogger Peter disse...

Erro:

Claro que é Belzebu e já consta dos n/lins

 
Às 19 maio, 2006 20:14 , Blogger amita I disse...

Olá Peter. Os meus cabelos agradecem. loooool
Um bjo e um bom fim-de-semana

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial