sábado, junho 15

GOVERNAR EM CONFLITO


“Foi duradoura a vaia dada a Passos Coelho nas cerimónias do 10 de Junho, em Elvas. Marcou o dia e marcou o estado de desconsolo impaciente da nação com o governo. Quando o PR se dirigiu às tropas apeadas e depois à TV, tudo já estava dito e entendido. O divórcio entre governantes e governados será litigioso. Nem outra coisa seria de esperar. Passos Coelho, por um qualquer motivo profundo, só sabe governar em conflito. (…) As ações do 1º Ministro tendem por sistema à divisão entre portugueses e instigam ao conflito entre jovens e idosos, entre trabalhadores privados e funcionários públicos, entre a Constituição e as leis mentais que o seu governo afeiçoa. Por um qualquer motivo, ele não se identifica com a sociedade portuguesa contemporânea. (…)”

( Medeiros Ferreira)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial