domingo, abril 29

BPN

Hoje de manhã, quando saí à rua parei, como de costume, para ler os títulos dos jornais, pois mandam-nos poupar e é o que faço. Pena é que quem nos manda fazê-lo não o faça também. Li a capa do Diário de Notícias, que é bastante elucidativa e a do Correio da Manhã. É o que havia, pois alguns quiosques já guardam os jornais debaixo do balcão.

(tirado do Google)
Depois vim para casa e acendi a TV para ver o noticiário da RTP1, paga por nós e que tem “pivots” que recebem 1.000€/dia. Claro que o noticiário gastou os primeiros 10 min com notícias sobre o problema que mais preocupava o país: o União de Leiria ia ou não jogar. Este assunto do futebol continuou pelo noticiário fora. No anterior regime tínhamos os 3 Fs ( Futebol, Fátima e Fado) agora dão-nos Futebol, Futebol, Futebol. À noite até interromperam o programa de Marcelo Rebelo de Sousa para anunciarem a grande notícia: o FCP é campeão nacional de futebol. Que lhe faça bom proveito. Pena é que o programa do MRS, como todos os bons programas, terminasse assim de repente sem dizerem: “água vai”.
Mas voltando ao noticiário das 13.00h: houve uma referência a Cadilhe, com o que queria fazer no BPN e não o deixaram e a Victor Constâncio e à sua atuação no BP, premiada com a vice-presidência do BCE. Espera-se (tenhamos esperanças) que em 12020 já saibamos quanto nos custou esta triste história do BPN. Claro que não gosto do Sócrates, o que não significa que o confunda com o PS. Agora começo a compreender como ele se manteve tanto tempo como 1º Ministro.

Deve ser muito frio para se viver, mas talvez fosse melhor viver na Islândia. Sim eu sei que o anterior 1º Ministro se livrou daquilo que era acusado, pois era difícil prová-lo, mas ao menos compareceu em julgamento.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial