terça-feira, janeiro 20

RIP

Hoje João Aguardela vai ter outra morada.
Dizem que definitiva. Não sabemos, nem isso é para aqui chamado.


Conheci o João há anos ainda na fase pré-Sitiados. Devo dizer que gostava mais desse som do que aquele que tornou a banda conhecida.
Depois, apenas o via nas sessões de promoção na TV.
Morreu, vítima de cancro.
Dizer que teve uma grande importância para a música portuguesa é, talvez, excessivo.
No entanto cumpriu uma função artística que muitos jamais conseguirão: entreter sem ser piroso. Ser divertido sem ser ordinário.
Goste-se ou não do género, foi um momento interessante na Pop portuguesa.
Sobre o João pouco se disse até agora, pelo menos nas televisões. A
penas breves referência à sua passagem pelos seus projectos.
Vale a imprensa.
É o que dá não estar visível. Ou seja, estar a dar música aos miúdos nos Morangos ou outra telenovela do género (será que há?).
Isto faz-me lembrar o funeral daquele miúdo, actor (?) recente dos Morangos.
O festival montado em torno deste actor (?) faria pensar que estávamos perante um fenómeno cultural de grande monta, ao nível de um Rui de Carvalho (que possa viver ainda muitos anos e a trabalhar).
Não era o caso.
Um puto que ascendeu à fama por ser uma personagem bonita de um programa medíocre, morreu num acidente, e com ele um amigo, devido ao alegado excesso de lcool e drogas.
E depois?
Lamento, como lamento a morte do meu primo por overdose e mais aquele amigo e mais aquele outro indivíduo, todos anónimos. Nada mais.
A importância cultural deste miúdo, de quem nem me lembro o nome, é nula e ponto.
O João Aguardela, sem ser um grande vulto, merecia, talvez um pouquito mais.
Afinal ainda estava no activo e com um projecto com alguma visibilidade.
Enfim, paz às suas almas.
Às tantas estão ambos a rir-se destas palermices com que nós, os vivos, ainda perdemos tempo.
(Foto retirada do Google)

5 Comentários:

Às 20 janeiro, 2009 12:12 , Blogger JOY disse...

Até aos meus 28 anos, fui baterista numa banda e por várias vezes toquei juntamente com os Sitiados, apesar de não ser amigo intimo,tenho como imagem dele uma pessoa prestável e simpática e reconheço a virtude de querer ser diferente e de ter grande amor pela musica portuguesa que esteve sempre presente com roupagens diferentes nos vários projectos em que esteve envolvido. João Agurdela merece um lugar na música Portuguesa. Paz á sua alma.

Joy

 
Às 20 janeiro, 2009 15:57 , Blogger Peter disse...

O Zé Pedro dos "Xutos & Pontapés", que eu conheço pessoalmente, pois a Banda nasceu na garagem do pai que morava em frente a mim, disse:

"Chegámos a tocar juntos no Estádio de Alvalade...
Foi uma figura singular no nosso meio musical. Sabia o que queria e era um activista. Nunca baixava os braços."

 
Às 21 janeiro, 2009 10:26 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Tenho a impressão de uma pessoa serena e ao mesmo tempo que fervilhava em ideias mil ... morreu sem que os ditos arautos da opinião pública e da verdade a que temos direito lhe dedicassem mais que uma nota de rodapé!
Mas, se calhar, é melhor assim que ver todo um momento transformado num circo ...

 
Às 21 janeiro, 2009 11:24 , Blogger belakbrilha disse...

Paz à sua alma!

Palavras sábia Peter!...mas quantos "João AGUARELA" existem por aí!

Mas esses mesmo que tenham valor, não tem "marca" para a imprensa vender!

Infelizmente vivemos num mundo assim!


Belo desabafo!

até breve Peter

 
Às 18 fevereiro, 2009 16:21 , Anonymous sticker disse...

gucci
gucci bag
gucci handbag
buy gucci
gucci wallet

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial