sexta-feira, janeiro 16

Blogues e blogues


Há blogues importantes, de gente importante. Há outros, como este, que é só “conversa de xaxa”. E por o ser, procurava cultivar-me, colocando nos links os blogues da gente importante.
Mas não dá, porque os seu autores são mesmo gente importante, que vive no Olimpo contemplando o seu umbigo e alimentando-se de ambrósia e mel. Não nos ligam “peva”, não permitem comentários ou quando os permitem, a censura prévia não os publica.

Felizmente que há excepções:
“ ... Entretanto tenho ultimamente frequentado a blogosfera. É uma “zona libertada” inesperada e saudavelmente respirável, onde quem, como eu, chega da sórdida Galáxia Gutemberg, a “popular” como a “de referência”, se reconcilia com a espécie. A blogosfera é o lugar onde hoje melhor se escreve e se pensa em português (…) E o facto de a maior parte dos blogues ser, julgo, escrita por gente com menos de 30 anos justifica uma réstia de esperança no futuro. ...”(Artigo de Manuel António Pina, “A esperança ainda”, publicado na revista VISÃO de 18DEZ03)

Claro que me “estou nas tintas” para a gente importante, nem sequer me dá muito trabalho: basta aguardar que o Blogger funcione e é só apagar o link da gente importante.
Mas há muita gente não importante por aí, gente igual a mim e superior, que nos lêem, ou que têm blogues interessantes que nos deslumbram pelo seu grafismo e pelo seu conteúdo, que nos fazem rir ou sonhar, que vivem o dia a dia e moram connosco e não no Olimpo.

Esses sim, esses são sempre bem-vindos porque são meus irmãos.

11 Comentários:

Às 16 janeiro, 2009 10:07 , Blogger antonio - o implume disse...

Tens o meu blog linkado. Eu aceito comentários sem censura prévia. E quando olho para o meu umbigo sinto-me realmente importante. Não será esse um passo certo na direcção a felicidade?

 
Às 16 janeiro, 2009 10:49 , Blogger Ferreira-Pinto disse...

Caríssimo PETER é uma abordagem interessante a uma tema que também me origina perplexidades e interrogações.

Tomei por princípio não dar cavaco a blogues de gente que se dá ares só porque é deputado, jornalista ou o raio que parta e apenas e só por isso se dispensa de admitir que pode haver vida para além do seu círculo de amigos!

Conheço quem até vá ao ponto de lhes fazer publicidade gratuita quando entre eles o que mais existe é o conceito de loja maçónica.

Um claro exemplo é não só a rúbrica na Antena 1, como o próprio blogue do Pedro Rolo Duarte ... por norma, vira o disco e toca o mesmo!

Costumo dizer, e peço perdão pela imagem, que esta gente adora masturbar-se uns aos outros!

Paralelamente, e pegando no caso deste blogue ou do outro em que ambos escrevemos, seremos nós menos que os outros porquê?
Só porque não temos uma agenda de contactos e não andamos por aí a abandar as jóias ou o cu! Mais nada.

 
Às 16 janeiro, 2009 11:03 , Blogger Ant disse...

O exemplo acima é um bom exemplo do "intelectual" que não merece qualquer tipo de referência. Aliás, o estar ali já é dar-lhe demasiada importância.
Gente com certezas há imensas.
A grande importãncia dos blogues é termos acesso a imensas dúvidas.
São essas que mexem connosco e fazem mexer o resto.

O PP é um idiota que adquiriu, sabe-se lá porquê, um estatuto sw gente.
Deixá-lo lá com essa sua certeza.

Abraço

 
Às 16 janeiro, 2009 13:25 , Blogger vbm disse...

Concordo e discordo.

Concordo que não vale a pena intercomunicar com os blogues de certas personalidades porque elas não os escrevem com essa finalidade mas apenas para divulgarem as suas posições políticas ou ideológicas.

Discordo que se repudie o uso não-comunicacional do blog porque é lícito cada um exprimir e divulgar as suas ideias e um blog é um modo arruamdo de as concatenar e amadurecer.

Quanto ao Pacheco Pereira, concordo que por vezes ele é arrogante, mas, justamente, a arrogância é uma característica comportamental que não pode ser admirada ou desprezada independentemente da situação e contra quem tal atitude é assumida.

Ora, o Pacheco Pereira foi o primeiro político português a denunciar a lastimável e abjecta mediocridade de uma grande parte do jornalismo português e eu aplaudo toda a arrogância que ele reverte contra os medíocres do jornalismo e não só!

Admiro-lhe, igualmente, o desassombro das posições que toma contra os populismos fascisóides e a cleptocracia em geral.

E não sou do PSD, nem gosto do PSD!
Declaro-o, para tentar ser melhor 'escutado' :)

 
Às 16 janeiro, 2009 15:59 , Blogger Peter disse...

vbm

O artigo não visa directamente Pacheco Pereira. A figura utilizada para ilustrar o "post" foi a de um suplemento do PÚBLICO que fui buscar ao GOOGLE.
Ninguém está a repudiar "o uso não-comunicacional do blog".

Uma vez que tens toda a liberdade para escreveres o que quiseres no blogue, que o podes fazer aos Domingos, que também estás a publicar às 2ªFs e até se quiseres, nada te inibe que não o faças noutros dias da semana, porque motivo em vez de explanares sistematicamente os teus pontos de vista em comentários, não o fazes em artigos publicados por ti?

 
Às 16 janeiro, 2009 18:38 , Blogger alf disse...

A blogoesfera traz concorrência de audiência aos media; assusta os políticos porque não é facilmente controlavel, embora já tenha havido algumas tentativas; e retira poder aos média porque deixam de ter o quase exclusivo da «verdade».

Portanto, da parte de politicos e dos media não se pode esperar simpatia fácil com a blogoesfera, pois esta diminui-lhes o poder.

E aumenta o nosso, não é? Estimula-nos os neurónios, contribui para sejamos mais sábios, compreendamos melhor a vida, as pessoas, o universo.

Paao muito mais tempo na blogoesfera do que a ver TV ou a ler jornais...

 
Às 16 janeiro, 2009 19:15 , Blogger vbm disse...

Exactamente o que parece estar a acontecer: 'eles', os da imprensa escrita, os do 'controlo do pensamento', são ameaçados pela livre e espontânea expressão de opiniões na net. Justo por isso, os 'opinion makers' passaram a escrever eles próprios neste local, a fim de conservarem algum domínio sobre o seu auditório... :)


Peter,

Já te disse que não tenho jeito para escrever, expor uma ideia de fio a pavio; nem jeito nem competência. Reagir a um pensamento, contrapondo um argumento, erguendo uma objecção, ou exprimindo claro apoio, é muito mais fácil e isso consigo fazer nas calmas! :)

No entanto, enfim, se porventura 'for tomado' por alguma súbita inspiração consequente, não deixarei de a comunicar aqui neste teu espaço que é, aliás, quase o único onde leio ou comento alguma coisa... :)

 
Às 16 janeiro, 2009 19:58 , Blogger Tiago R Cardoso disse...

um aplauso de pé ás tuas afirmações, estamos sintonizados.

 
Às 16 janeiro, 2009 21:38 , Blogger Papoila disse...

Querido Peter:
O "Conversas" está nos meus links desde que dava os primeiros passos por este Mundo pela forma séria, despretenciosa e rigorosa com que trata os diferentes temas e é um espaço de diálogo aberto... estar nos links do Conversas é para mim uma honra que não me torna importante, exige-me sim qualidade...
Beijos

 
Às 16 janeiro, 2009 21:56 , Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Peter
Presunção e água benta cada qual toma a que quer. Há quem se julgue acima dos comuns mortais mas quem assim se julga normalmente não o é. Beneficia apenas dos estatutos dum País que anda pelas ruas da amargura em termos de valores.
Valha-nos os bloguistas anónimos, alguns verdadeiros achados de sabedoria e simplicidade com quem dá gosto conviver.

Abraço

 
Às 15 fevereiro, 2009 01:39 , Anonymous splendid disse...

It seems different countries, different cultures, we really can decide things in the same understanding of the difference!
nike shoes

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial