segunda-feira, setembro 4

Pedestrianismo político

O BE, sob a batuta do Sr Louçã, iniciou uma marcha, julgo que a partir de Braga (ou não foi a partir daí, será que estarei a confundir com o 28 de Maio?).
Não sei, estou muito mais preocupado com o "caso Mateus", pois o meu estatuto intelectual não me permite conciliar aquele poderoso movimento político de massas, em defesa do "direito ao emprego", com as "manifestações circenses" que normalmente acompanham as iniciativas daquele "cocktail" de partidos, tendências e individualidades, constitutivas do BE.

Eu ainda do que mais gosto é de ouvir o Sr Louçã, pois faz-me lembrar um pregador e se o mesmo trocasse a Chefia do Partido pela dum movimento religioso, até era capaz de me converter.

Pois é, vou aproveitando o Verão, tomando os meus banhos de mar, mas preocupado, pois precisava de alguém que me limpasse o apartamento e não consigo encontrar.
É o desemprego o culpado?
Claro que não. Os portugueses recusam-se agora a fazer determinados serviços que relegam para os imigrantes e como este fluxo está a diminuir, não há quem os faça.

Lá terei eu que fazer o serviço doméstico. Também não sou mais que os outros e por isso porque não o hei-de fazer?

8 Comentários:

Às 05 setembro, 2006 12:28 , Blogger Belzebu disse...

Nem de propósito, acabaram de passar aqui á porta os ditos manifestantes! Já chegaram a Leça da Palmeira!
E tens toda a razão. Nenhum tinha aspecto de fazer limpezas. Tinham isso sim aspecto de precisarem de um bom banho!


Saudações infernais!

 
Às 05 setembro, 2006 14:30 , Blogger augustoM disse...

Uma coisa que sempre adorei fazer e nunca fiz, foi um diário de viagem ilustrado, e já viajei tanto, onde as nossas impressões e sensações pudessem ser espelhadas. Os teus esboços estão muito bons e ilustram bem o que viste.
Um abraço. Augusto

 
Às 05 setembro, 2006 14:35 , Blogger augustoM disse...

Desculpe, mas o comentário anterior era para outro blog.
Não pude deixar de achar graça à crítica ao BE, em especial ao Louçã, até há uma certa razão no circense, mas olhe que o homem não é bem aquilo que parece, pelo menos o conhecimento pessoal que tenho dele, leve-me a vê-lo de forma diferente. Estou a organizar um jantar convívio, o que faço com alguma regularidade, no final deste mês, não quer participar? O grupo não é muito grande, mas prima pela qualidade.
Um abraço. Augusto

 
Às 06 setembro, 2006 00:51 , Anonymous Anónimo disse...

olá peter... passando pra te deixar um beijo.... gi

 
Às 06 setembro, 2006 15:55 , Blogger Peter disse...

Augusto, poucos mas bons, não é?
Tenho de consultar a minha Agenda, pois tenho uma vida social muito intensa. LOL

Abraço

 
Às 06 setembro, 2006 16:51 , Blogger herético disse...

... não es mais que os outros e... poupas uns euros! RSS

quanto ao pregador, estou como tu dizes: prefiro o circo!

abraços

 
Às 07 setembro, 2006 15:35 , Blogger Peter disse...

Olá Gi, que é feito de ti? Conta coisas.
Continuo pelo Algarve num "dulce far niente". Sol e praia.

Beijinho

 
Às 07 setembro, 2006 23:17 , Blogger Peter disse...

Ao ver o modo digno, competente e eficaz, com que os trabalhadores da GM (Azambuja) geriram o seu problema com a Administração da empresa, pasmo perante o folclore, a rotina e a ineficácia com que os sindicatos representativos dos trabalhadores gerem e defendem os interesses dos seus associados.

Na maior parte das vezes resume-se num passeio a Lisboa. Já tive oportunidade de ver manifestações na Praça de Londres em que tiveram de andar "à pesca" dos manifestantes, que andavam a passear na Av Roma ...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial