quarta-feira, julho 26

Falcão, Morcego ou Zangão

Se um falcão for colocado dentro de uma cerca com um metro quadrado e inteiramente aberto por cima, o pássaro, apesar de sua habilidade para o voo, será um prisioneiro.A razão é que um falcão sempre começa seu voo com uma pequena corrida em terra. Sem espaço para correr, nem sequer tentará voar e permanecerá um prisioneiro pelo resto da vida nessa pequena cadeia sem tecto.

O morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar nivelado; se for colocado num piso completamente plano, ele só conseguirá andar de forma confusa, dolorosa, procurando alguma ligeira elevação de onde possa se lançar.

Um zangão, se cair num pote aberto, ficará lá até morrer ou ser removido. Ele não vê a saída no alto; por isso, persiste em tentar sair pelos lados, próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até que se destrua completamente, de tanto se atirar contra o fundo do vidro.

Há pessoas como o falcão, o morcego e como o zangão:
Atiram-se obstinadamente contra os obstáculos, sem perceber que a saída está logo acima.
Se você está como um zangão, um morcego ou um falcão, cercado de problemas por todos os lados, olhe para cima!
Existe uma saída!

(Recebido por e-mail)

9 Comentários:

Às 26 julho, 2006 14:11 , Blogger MARTA disse...

Claro que sim!
Até pode demorar a encontrar, mas existe sempre uma saída.
Resta saber se se está mesmo interessado em sair!!!
Beijos e abraços
Marta

P.S.: Há um desafio para ti no meu blog.

 
Às 26 julho, 2006 15:25 , Blogger Papoila disse...

Há sempre uma saída sim!
E muitos foram os exemplos dos que conseguiram escapar das mais bárbaras prisões desde o Conde de Monte Cristo... a questão está em querer fazê-lo!
Beijo

 
Às 26 julho, 2006 21:59 , Blogger herético disse...

gostei da alegoria, mas não esqueças que a próprio homem vive numa Caverna com pouca luz

abraços

 
Às 27 julho, 2006 01:16 , Anonymous Sutra disse...

Ant, há sempre uma saída, por mais que se queira, por vezes, acreditar que não e entregar ao desespero como o zangão, ou esperar sem nada fazer como o falcão.
:-)
Gosto muito do que escreves e do que, embora não sendo de tua autoria, trazes com hábil inteligência.

Beijo doce

 
Às 28 julho, 2006 13:53 , Blogger Papoila disse...

Vim despedir-me.
Vou de FÉRIAS mas volto lá para Setembro aos blogs.
Beijo

 
Às 29 julho, 2006 18:54 , Blogger Heloisa B.P disse...

Fica uma Saudacao Amiga!
Minha ausencia,Peter e Bluegift ja' presumem o porque!
minha saudade deste ESPACO e dos AMIGOS!
Hei-de voltar!
Heloisa.
(aos que estao de ferias_BOAS FERIAS EM SAUDE E ALEGRIA!)
****************************

 
Às 31 julho, 2006 22:10 , Blogger lusoblogger disse...

Fantastico!

 
Às 01 agosto, 2006 13:40 , Blogger augustoM disse...

Olhar para cima, muitas vezes, para os mais incautos, leva a outro problema maior, ficar dependente da fé, que normalmente não resolve nada, por isso recomendo que olhem para dentro de si e avaliem a importância dos obstáculos.
Um abraço. Augusto

 
Às 07 agosto, 2006 11:38 , Blogger LEAOSEMSELVA disse...

A saída...É só procurar...Ela está lá,e sempre na nossa mente.´Como amante de fotografia,terás algumas neste blog.Claro que não são de minha autoria,mas sem quem as tirou.A tua história tem muito simbolismo.No entanto há outros animais que nos libertam...

Rainha da Savana ou,como queiras,Doceando

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial