domingo, dezembro 11

O cego e o publicitário


Havia um cego sentado numa calçada em Paris, com um boné a seus pés e um pedaço de madeira escrito com giz branco:
"Por favor, ajude-me, sou cego".

Um publicitário, da área da criação, que passava em frente dele, parou e viu umas poucas de moedas no boné.
Sem pedir licença, pegou no cartaz, virou-o, pegou no giz e escreveu outra frase. Voltou a colocar o pedaço de madeira aos pés do cego e foi-se embora.

Ao cair da tarde, o publicitário voltou a passar em frente ao cego que pedia esmola.
O boné estava agora cheio de notas e moedas.

O cego reconheceu as pisadas do publicitário e perguntou-lhe se havia sido ele que reescrevera o cartaz, sobretudo querendo saber o que ele havia escrito.
O publicitário respondeu:
- "Nada que não esteja de acordo com o seu anúncio, mas com outras palavras."
E, sorrindo, continuou o seu caminho.

O cego nunca soube o que estava escrito; mas o seu novo cartaz dizia:

"Hoje é Primavera em Paris, e eu ... não posso vê-la".


Conclusão:

Sempre é bom mudarmos de estratégia, quando nada nos acontece.

(enviado por MM, com os meus agradecimentos e desejos de um bom Domingo).

Foto de Peter

3 Comentários:

Às 11 dezembro, 2005 14:37 , Blogger lazuli disse...

toda a razão. Hoje a estratégia, por ser domingo, é ir beber um cafézinho ao café da esquina e ficar calmamente a ler jornais.
Esse texto é muito interessante, Peter.

 
Às 11 dezembro, 2005 20:19 , Blogger LetrasaoAcaso disse...

Tenho de contratar esse publicitário...

 
Às 12 dezembro, 2005 09:18 , Blogger Peter disse...

Ou de modificar a estratégia ...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial