domingo, dezembro 18

Nós por cá

A política portuguesa tem a enorme capacidade de me surpreender. A política e os políticos, embora tudo isso me obrigue a ter um corpo de intervenção de bombeiros por perto, já que não é coisa rara a minha cabeça deitar imenso fumo resultado das chamas interiores que o acto de tentar entender me provocam.

Ontem mesmo o ar ficou irrespirável e a cidade onde resido ficou coberta por uma espesso fumo negro que me saía pelas orelhas.

João Pinto ficou com o autocarro do Benfica obviamente porque o clube da Luz não sabia como se ver livre dele. Fartos de empurrar, os jogadores ameaçaram com uma greve geral por tempo indeterminado, caso não se vissem livres do mastodonte.

Marcelo, na verdade, uma espécie de chouriço com olhos, foi visto a gritar em público no programa onde é comentador “Viva o Braga” e “Braga já é campeão”, pondo mais algumas hipóteses sobre as possibilidades do seu clube, embora não se lembre quais, acabando num choro compulsivo quando se deu conta que o estádio tinha mudado de local. Tentando a todo o custo saber onde está o novíssimo parque desportivo, resolveu oferecer alvíssaras e partiu para o continente africano, convicto de que o governo de José Eduardo dos Santos está a pensar em o utilizar no mundial que se aproxima.

A fulana que o vai interpelando costuma engasgar-se e tem mesmo muitas dificuldades em pronunciar uma frase com sentido, alegadamente por “não existir língua portuguesa, mas apenas frases que podemos considerar idiomáticas mais do âmbito do mirandês”.

Ninguém entendeu a senhora, nem mesmo ela.

Ora se o programa pretende contribuir para a educação dos portugueses, é mais do que certo que acabaremos todos mudos. O problema é tão sério que um deputado do PSD já questionou a ministra da Educação sobre o interesse nacional “Das escolhas de Marcelo”, já que o mesmo, segundo o deputado “não tem a certeza se é na verdade um professor universitário ou uma salsicha da nova geração”, citando mesmo algumas frases de um spot publicitário da Nobre que me vou abster de reproduzir.

REPRODUZIR é outro dos graves problemas que assolam o país, a tal ponto que o grupo parlamentar do CDS/PP fez uma interessante proposta à Assembleia da República: arranjar voluntários para reproduzirem a espécie, ao mesmo tempo que se põe a tónica no “interesse nacional, sendo esta uma forma de acabar com o desemprego”.

A proposta foi aprovada por larga maioria, com votos contrários apenas de alguns deputados do PS conotados com o lobby gay, tendo ficado decidido “que os salões nobres das autarquias passem a estar equipados com camas de água, e sempre bem fornecidas de fêmeas”.

Para darem o exemplo, o próprio hemiciclo foi transformado num gigantesco motel onde é agora possível ouvir música ambiente a par de muitos gemidos.
Imbuídos de uma verdadeira mística, os deputados levantaram-se, cantaram o “Avante” e despiram as calças...

19 Comentários:

Às 18 dezembro, 2005 19:37 , Blogger Peter disse...

zezinho: a Ana Sousa Dias, que eu conheço muito bem e há muito tempo, é uma jornalista "free lancer" e uma boa jornalista.
Evidentemente que se "apaga" no programa "as escolhas de Marcelo Rebelo de sousa", porque este é a personalidade dominante e o programa é dele e não dela.
Mas tem um programa dela na 2: às 2ª Fs, às 23.30, "Por outro lado", em que entrevista pessoas que se distinguem nos mais diversos campos da vida nacional.
O programa é muito bom e, por isso mesmo, foi relegado para aquele Canal e para aquela hora ...

 
Às 18 dezembro, 2005 21:15 , Blogger Leonor C.(nokinhas) disse...

"Chouriço com olhos" e "salsicha de nova geração"... não gostas de enchidos, está mais que visto!

Por simples acaso (já tínhamos dito que o acaso não existia...)estou neste momento a ver essa Senhora. Ele fala pelos dois. Assim quem é que tem oportunidade?!

 
Às 18 dezembro, 2005 21:19 , Blogger lazuli disse...

Letras, belo texto:)
Se tivesse o teu jeito escrevia sobre a manifestação das ambulâncias que passou aqui de madrugada.
Tambem costumo ver o programa a tv2, muito bom..da Ana Sousa Dias.
Com o Marcelo (que está a dar agora), não é decidamente o género dela. Lembro-me duma entrevista dela ao Luís Sepúlveda, lindo..E não só, são todos bons.
Tem a qualidade de fazer falar o entrevistador, e põe-se naturalmente na sombra.
É um dos programas de que mais gosto.

Peter, biliões de beijos*

lol

 
Às 18 dezembro, 2005 21:53 , Blogger Peter disse...

nokinhas, estás então a dar-me razão. A Ana tem pelo menos mais dois irmãos na comunicação social.
Obrigado pela visita e já agora levas a "receita":
Boas Festas e um bom 2006 para ti e para todos os que te são queridos.

 
Às 18 dezembro, 2005 22:00 , Blogger Peter disse...

lazuli, estava a ficar com ciúmes. Biliões, está certo. LOL
Registo:

"Lembro-me duma entrevista dela ao Luís Sepúlveda, lindo..E não só, são todos bons.
Tem a qualidade de fazer falar o entrevistador, e põe-se naturalmente na sombra.
É um dos programas de que mais gosto."

O MRS não deixa ninguém "meter a espingarda à cara" !

Bjs com conta peso e medida.

 
Às 18 dezembro, 2005 22:02 , Blogger lazuli disse...

peter, não me importava nada de a conhecer. És um rapaz de sorte...

 
Às 18 dezembro, 2005 22:08 , Anonymous Maria Taveira disse...

A "deitar fumo pelas orelhas"???, "Chouriço com olhos"...rsss....esse teu humor acutilante é magnífico.
Li o jornal, cada vez melhor, parabéns.
Apesar de tudo, consegues que eu fique com melhor disposição.
Beijo

 
Às 18 dezembro, 2005 22:22 , Anonymous Anónimo disse...

Eu também acho que Ana Sousa Dias é uma excelente jornalista e o seu programa de entrevistas é bastante agradável.

A Nokinhas e o Letras têm falado muito. Imagino que não só de acasos, mas deixe-me adivinhar... disse-lhe que cruzar-se consigo não pode ter sido um acaso, que se isso aconteceu é porque está traçado que fiquem juntos, que é uma mulher belíssima, enfim... podia estar aqui a noite inteira.

Qualquer dia abro o blog "As mulheres do Zé", cujas colaboradoras serão todas estas... uiii... ia entrar para o livro de Records como o blog com mais colaboradoras e, quiçá, o Zé não ficaria na história como o Don Juan do século XXI!

 
Às 18 dezembro, 2005 22:26 , Blogger Peter disse...

lazuli, isso é fácil. Ela nasceu no predio onde moro e foi companheira dos meus filhos. Do mesmo modo que o José Pedro, dos "xutos e pontapés" que nasceu no predio em frente e treinava na garagem do pai.

"Rapaz" eu? Quem dera! Sou mais velho que o Matusalem ...

 
Às 18 dezembro, 2005 22:38 , Blogger Eva Lima disse...

Ó zeainho isso não se diz! Ana Sousa Dias é das entrevistadoras mais coorentes da nossa paupérrima tv. O programa da 2 é excelente!
O Marcelo é pior que a picareta falante...

 
Às 18 dezembro, 2005 23:37 , Blogger lazuli disse...

Se és o Matusalém sou a Matusacolá..lol

 
Às 18 dezembro, 2005 23:50 , Blogger lazuli disse...

Lá vai a epístola natalícia. Fatal como o destino, doce como uma fatia dourada (argh..), irrequieta como o circo nacional de Cuba que nem sabia que existia mas pelos vistos existe, está perto das docas, e terna como uma bola de algodão pegajosa.

Amigos..

(pausa)

Cara Blue, caros Letrasaoacaso e Peter..

 
Às 19 dezembro, 2005 00:01 , Blogger lazuli disse...

tenho uma coisa a dizer-vos: vocês são muito...muito..muito fixes.
Queria ser mais sofisticada, mas não dá.
Mando-vos um abraço natalício.
Só os conheço virtualmente aos três, e valeu a pena.
Leio aqui palavras que fazem sorrir, rir, pensar..emocionar e mais verbos que agora não ocorrem.
São uma excelente companhia.
Adoro-vos.

Pronto, já disse.

Fernanda Guadalupe

snif...

***

 
Às 19 dezembro, 2005 00:51 , Blogger Peter disse...

Lazuli, sabes que eu só conheço a "bluegift" e o Zé virtualmente? E a "bluegift" ainda dos tempos dos fóruns do Sapo.

Destrui agora um "spyware". São uma praga. Estou a ver um filme que já vi há muito tempo, mas lembro-me perfeitamente. É um belo filme: "Dormindo com o inimigo".

Qualquer de nós três gosta muito de ti. Podes contar com a nossa amizade.

Vou manter-me por aqui, o filme está em meio.

 
Às 19 dezembro, 2005 02:08 , Blogger lazuli disse...

E resistem...?
Tive uma correspondente francesa durante o liceu, da mesma idade..aí para os 13/14 anos. Chamava-se Sylvie e vivia em Paris.
Escrevíamos muito e enviávamos fotos.
Combinávamos encontros nunca realizados, foi uma verdadeira amizade virtual.
Se fosse hoje, já tinha ido a Paris a correr.

Também vi o filme.

Beijos, Peter*

estes beijos que te mando não são com conta e medida, para isso bastam os teus...lol

 
Às 19 dezembro, 2005 02:16 , Blogger Peter disse...

lazuli, fiquei bastante sensibilizado e grato pela tua amizade que, dentro das minhas possibilidades, me vou esforçar por merecer.

Boa semana pré-natalícia.

Bjs**

P.S.- Escrevi este coment antes de ter lido o teu. Vou deitar-me. Não deixes encher demasiado a tua caixa de correio.

 
Às 19 dezembro, 2005 14:52 , Anonymous Anónimo disse...

Claro, anónimo, queres tu dizer que os homens são todos iguais!

 
Às 19 dezembro, 2005 19:20 , Blogger Leonor C.(nokinhas) disse...

Obrigada, Peter e igualmente para ti!

 
Às 20 dezembro, 2005 17:04 , Blogger Mulheres Do Homem disse...

Qualquer dia abro o blog "As mulheres do Zé", cujas colaboradoras serão todas estas... uiii... ia entrar para o livro de Records como o blog com mais colaboradoras e, quiçá, o Zé não ficaria na história como o Don Juan do século XXI!



O que a anónima prometeu, cumpriu-se.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial