terça-feira, junho 26

O aeroporto NA OTA

A construção do NOSSO aeroporto na OTA é um problema em que irão ser tomadas decisões que influenciarão a vida dos nossos tetranetos e que poderão inferiorizar o nosso País se não forem acertadas, impedindo quaisquer possibilidades das gerações seguintes as corrigirem.

À semelhança do que fizemos quando abrimos aqui um espaço de debate sobre "A interrupção voluntária da gravidez" iremos tentar fazer o mesmo sobre este assunto que, no dizer do Prof Engº António Brotas (in "O erro da OTA", ed Tribuna da História): "A responsabilidade da nossa geração é, assim, imensa (...)".

Nela não cabem rivalidades Norte-Sul, interesses de grandes grupos económicos, autênticas forças de pressão que poderão condicionar as decisões políticas, e até pretensões puramente locais, já manifestadas por entidades municipais. O assunto é grave demais para ser encarado com ignorância, irresponsabilidade, ou falta de limpidez, já que se trata de uma resolução de ÂMBITO NACIONAL.

Neste blog e sob a referência OTA, poderão ler algo sobre o assunto no “link”:

http://www.somosportugueses.com/

8 Comentários:

Às 26 junho, 2007 15:14 , Blogger Papoila disse...

Peter:
Uma grande iniciativa!
Fui visitar o link e quem sou eu para me pronunciar para além deste parágrafo.
"Um decisivo apelo contra a localização do NAL na Ota foi subscrito por 114 Professores do Instituto Superior Técnico".
Se 114 Professores do Instituto Superior Técnico discordam teremos de os ouvir antes de decidir! Essa é a minha perspectiva... oxalá o Governo não seja e se comporte de modo "autista"
Beijos

 
Às 26 junho, 2007 22:46 , Blogger Peter disse...

"Papoila"

As pessoas, as pessoas que pensam, andam mesmo preocupadas.

O meu interesse, o nosso interesse, não é de natureza política. Essa desculpa do "já termos perdido demasiado tempo", "não cola". Parece haver possibilidades de se resolver o problema em menos tempo do que o previsto para a localização OTA e com uma economia de 3.000 MILHÕES de Euros!

 
Às 27 junho, 2007 15:16 , Blogger Peter disse...

O aeroporto tem de ser construído o mais rápido possível, mas na OTA só por cima do meu cadáver. Como vai o pessoal de voo para a OTA? Terão de ir de véspera para o Hotel que lá construirão.

Poderá ser de manter a Portela com outro aeroporto para voos charter, de tarifas de preço reduzido, ou de âmbito nacional. Poderá ser no Montijo esse aeroporto de apoio à Portela, correndo de lá com a Base Aérea Militar.

Poderá ser em Alcochete, ou noutro local ao Sul do Tejo, mas perto de Lisboa.

Vai gastar-se dinheiro e tempo na OTA para permitir a construção de um aeroporto em cima de um pântano, sem possibilidade de construir outra pista, se necessário? Ventos cruzados e nevoeiros, impossibilitarão com frequência os voos.

O fecho da Portela prejudicará gravemente Lisboa. Será o fecho dos hotéis que têm vindo a ser construídos nas cercanias (2ª Circular, Areeiro, etc)

Para que começaram então as obras do Metro para o levar até ao Aeroporto se este vai fechar?

A preços actuais, um voo Madrid/Lisboa custa 150€. Com o aeroporto na OTA o passageiro terá de desenbolsar mais 100€ no TGV para o trazer até Lisboa.

O aeroporto na OTA é a ruína de Lisboa e a supremacia de Madrid, cujo aeroporto absorverá o tráfego que até agora aterrava em Lisboa.

Isto e muito mais …

Serei um "ignorante", mas felizmente que não sou estúpido.

 
Às 27 junho, 2007 18:36 , Blogger herético disse...

compreendo-te. o teu propósito é saudar...

... mas depois do "jamais,jamais" (em francês) esgotei o assunto... rsss

abraços

 
Às 27 junho, 2007 19:28 , Blogger Peter disse...

Herético

"SAUDAR"?
Estás enganado.
"COMBATER"

Abraço

 
Às 27 junho, 2007 21:51 , Blogger António disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
Às 27 junho, 2007 21:52 , Blogger António disse...

Olá, Peter!
Para te falar sinceramente, já estou farto de ouvir falar na Portela e na Ota e no Poceirão e em Rio Frio e em Alcochete e no Montijo e em Alverca e no raio que os parta.
Que decida quem tem de decidir logo que acabem os estudos que começaram há mais de 30 anos.

Um abraço

 
Às 28 junho, 2007 01:02 , Blogger Peter disse...

António

Tu é que o vais pagar, mais os teus descendentes e, pelos vistos, isso não te deve importar.

Quem tem de decidir somos nós.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial